Olhar Jurídico

Domingo, 14 de agosto de 2022

Notícias | Geral

mais de três anos

Parentes de vítimas de acidente em frente à boate Valley Pub protestam contra lentidão no julgamento

Foto: Reprodução

Parentes de vítimas de acidente em frente à boate Valley Pub protestam contra lentidão no julgamento
Parentes das vítimas do acidente de trânsito ocorrido em frente à boate Valley Pub, em dezembro de 2018, na Capital, protestam contra a lentidão do julgamento. Os familiares afirmam que já se passaram mais de três anos e até hoje não ocorreu audiência sobre o caso. Envolvidos convocaram a imprensa para ato na quinta-feira (12) que versará sobre o processo.

Leia também 
Antonio Joaquim chora em coletiva sobre arquivamento de investigação que descartou lavagem de dinheiro


O acidente resultou na morte de Mylena de Lacerda Inocêncio e Ramon Alcides Viveiros. A terceira vítima, Hya Giroto Santos, sofreu gravíssimas lesões, mas conseguiu sobreviver.

Em 31 de outubro de 2019, a 28ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá ofereceu denúncia contra Rafaela Screnci da Costa Ribeiro por crime de homicídio, na modalidade de dolo eventual (por duas vezes), e homicídio tentado.

Segundo o Ministério Público, ao  dirigir em notório estado de embriaguez e em velocidade acima do permitido, a acusada assumiu o risco de produzir o resultado morte.

Além da ação penal, familiares de Ramon Alcides Viveiros e a sobrevivente, Hya Giroto Santos, abriram processos requerendo pagamento de indenização. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet