Olhar Jurídico

Quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Notícias | Política de Classe

situação

Maurício Aude é eleito novo presidente da OAB-MT com diferença de quase 800 votos (atualizada)

23 Nov 2012 - 19:05

Da Reportagem local - Julia Munhoz / Renê Dióz

Foto: Renê Dióz/OD

Pouco após a contagem de votos indicar sua vitória, Aude recebe abraço do oposicionista Moreno e garante 'portas abertas' para quem quiser trabalhar pela Ordem, independentemente da chapa que tenha apoiado durante a campanha

Pouco após a contagem de votos indicar sua vitória, Aude recebe abraço do oposicionista Moreno e garante 'portas abertas' para quem quiser trabalhar pela Ordem, independentemente da chapa que tenha apoiado durante a campanha

O advogado Maurício Aude foi eleito nesta sexta-feira (23) como novo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Mato Grosso (OAB-MT). O anuncio foi feito antes mesmo da totalização dos votos já que o candidato da situação se mantinha com uma diferença de aproximadamente 600 votos do segundo colocado faltando apenas cinco urnas para serem apuradas.

Já por volta das 20h, contagem oficiosa dava conta de que Aude venceu Moreno por uma diferença de aproximadamente 250 votos em Cuiabá e de cerca de 550 no interior do Estado.

Capital

Os primeiros números consolidados da votação liberados pela Comissão Eleitoral são referentes a Cuiabá, onde 3006 advogados votaram.

Na Capital, Maurício Aude conquistou 50,13% dos votos: 1507 votos contra 1269 de José Moreno. Pio da Silva, por sua vez, obteve 128 votos. Cinquenta e três advogados preferiram votar em branco e outros 49 anularam o voto.

Resultado

O segundo colocado na disputa, José Moreno, foi quem confirmou a eleição do adversário e garantiu que irá se manter como oposição e acompanhar os atos do próximo presidente da OAB. "Não saio frustrado. Creio que tivemos uma campanha vitoriosa já que fizemos nossa campanha apenas 90 dias enquanto Aude fez campanha por três anos".

As declarações de Moreno são referentes ao fato de Aude ter ocupado a vaga de vice-presidente na gestão de Claudio Stábile, que agora segue para o Conselho Federal.

Desafio

Aude afirmou estar agora encarando o desafio de superar uma gestão de Cláudio Stábile à frente da OAB.

"O sentimento é de dever cumprido após um trabalho longo e árduo fora do escritório por uma coisa da qual aprendi a gostar desde que saí da faculdade, contribuir com a Ordem, defender o advogado quando vilipendiado no direito de exercer livremente a advocacia. Fico feliz e com uma responsabilidade muito grande de substituir uma gestão com índice de aprovação muito grande, o que se percebeu reiteradas vezes, inclusive pela diferença de votos", explicou.

Apesar do discurso de situação que se sagra vitoriosa, Aude fez questão de enfatizar que, agora, todos são advogados - independente da chapa que tenham apoiado.

"A advocacia agora deve estar unida. Quem estiver disposto a trabalhar vai encontrar as portas da Ordem abertas e o objetivo é entrar em contato já com os 29 presidentes de subseções, independentemente de terem nos apoiado ou não, para criar um espírito de trabalho coletivo em favor da classe porque foi assim que deu certo nos últimos anos", defendeu, pouco depois de ter recebido o abraço do oposicionista Moreno, que foi lhe parabenizar pela vitória.

Atualizada às 19h45 / 2ª atualização às 20h / 3ª atualização às 20h06
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet