Olhar Jurídico

Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Notícias | Política de Classe

ELEIÇÕES

Conselho Federal da OAB mantém, sob judice, participação de Leonardo Campos nas Eleições da OAB-MT

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Conselho Federal da OAB mantém, sob judice, participação de Leonardo Campos nas Eleições da OAB-MT
O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil manteve a participação de Leonardo Campos na disputa pela presidência da Ordem. O advogado foi cassado pela Comissão Eleitoral por suposto abuso de poder econômico. O despacho, estabelecido no início da tarde desta sexta-feira (27), levou em consideração a determinação da Justiça Federal em Mato Grosso expedida pelo magistrado Paulo Sodré, que, liminarmente, derrubou a anulação de candidatura.


Leia mais:
Confiantes, candidatos votam e comentam polêmica envolvendo chapa de Leonardo; movimentação é intensa


Mesmo autorizando a participação, o relator no caso, Carlos Frederico Nóbrega Farias, escolheu por deliberar sobre o pedido de Campos - combatendo a cassação - em momento posterior. Componentes da Chapa liderada pelo advogado esclareceram que recursos contra a decisão da Comissão Eleitoral foram protocolizados no Judiciário Federal e no Conselho do órgão.

Na quinta-feira, Leonardo Campos e o conselheiro de sua chapa, Flaviano Kleber Taques Figueiredo, foram acusados de fazer doações eleitoreiras para subseções da OAB-MT, dentro de período proibido pela legislação eleitoral — ou seja, a menos de 90 dias do pleito, inclusive, quando o candidato já estava licenciado da presidência da CAA-MT, o que fere o Provimento 146/2011 e demais normas que regulamentam a matéria.

Nas primeiras horas do dia, quando Campos recebeu a notícia de que sua candidatura estava “legalizada” pela Justiça Federal, diversos questionamentos foram expostos. “Quero aqui aproveitar e fazer uma denúncia grave que as eleições da Ordem não podem coadunar. Nós temos um membro que é candidato ao Conselho Federal nas eleições deste ano aqui na Coissão eleitoral que é membro da Comissão Nacional Eleitoral. Portanto, ele não poderia de maneira alguma participar. Ou ele julga ou é candidato”.

*Atualizada às 15h09

Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet