Olhar Jurídico

Segunda-feira, 19 de abril de 2021

Notícias / Criminal

​HOMICÍDIO QUALIFICADO

Homem que atropelou e arrastou corpo de vítima em caçamba é denunciado pelo MP

Da Redação - Vinicius Mendes

08 Mar 2021 - 16:52

Foto: Reprodução

O veículo do suspeito

O veículo do suspeito

José Eduardo de Oliveira, acusado de atropelar e empreender fuga em uma das avenidas de Cuiabá com o corpo da vítima, Fábio Pereira de Andrade, preso à caçamba da caminhonete, foi denunciado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso por homicídio consumado, com a qualificadora meio cruel. Consta na denúncia, oferecida pela 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Cuiabá, que o acusado estava embriagado e dirigia na contramão.
 
Leia mais:
Vídeo mostra colisão que matou motociclista; motorista andou com corpo pela cidade
 
“Ao dirigir seu veículo embriagado, na contramão de direção, resta evidente que além de sua indiferença ao resultado, José Eduardo de Oliveira assumiu de forma livre e consciente o risco de produzir a morte de Fábio Pereira de Andrade. O crime foi cometido com emprego de meio cruel, em razão do denunciado ter se evadido do local do delito com a vítima na carroceria da caminhonete por aproximadamente 49 Km, causando-lhe sofrimento intenso e desnecessário”, diz a denúncia.
 
Conforme apurado no inquérito policial, o crime ocorreu no dia 06 de fevereiro por volta das 21h45, na Avenida Dr. Meireles. O acusado dirigia uma caminhonete S10, pela contramão de direção, momento em que colidiu com a motocicleta, marca Yamaha/Factor, dando causa à morte da vítima Fábio Pereira de Andrade.
 
Segundo a investigação, a vítima trafegava regularmente pela Avenida Dr. Meireles sentido rotatória da Avenida das Torres – Bairro Tijucal, quando foi colhido pelo veículo conduzido pelo denunciado, que se deslocava na contramão. Em decorrência do impacto a vítima foi arremessada e o seu corpo ficou preso no suporte de carga fixada na caçamba da caminhonete.
 
“Mesmo alertado por populares que estavam nas proximidades a respeito do ocorrido e de que o corpo de Fábio Pereira de Andrade estava na carroceria, o denunciado empreendeu fuga em alta velocidade”, sustenta o MPMT.
 
Acrescenta ainda que na tentativa de fazer com que o denunciado parasse e prestasse socorro à vítima, testemunhas mantiveram contato com a Polícia Militar e passaram a persegui-lo.
 
“Durante a perseguição, o denunciado, para despistar as testemunhas e assegurar a impunidade do crime, acelerou ainda mais o veículo, pegou atalhos e vias não pavimentadas. Depreende-se do caderno informativo que o denunciado chegou a passar em frente da UPA – Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Pascoal Ramos, contudo, não parou para socorrer a vítima, continuando a fuga, que se estendeu por aproximadamente 49 Km, até a chegada dos policiais militares”, relatou a Promotoria de Justiça.
 
Na oportunidade, os militares constataram que o denunciado estava visivelmente sob efeito de bebida alcoólica, apresentando fala desconexa, forte odor etílico, olhos avermelhados e cambaleando.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet