Olhar Jurídico

Segunda-feira, 06 de dezembro de 2021

Notícias | Criminal

réus em ação

Pais de processada por morte no Alphaville têm cinco dias para manifestação sobre medidas cautelares

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Pais de processada por morte no Alphaville têm cinco dias para manifestação sobre medidas cautelares
Decisão que recebeu processo e tornou réus Marcelo Martins Cestari e Gaby Soares de Oliveira Cestari pelos crimes de homicídio culposo, entrega de arma de fogo a pessoa menor, fraude processual e corrupção de menores estabelece prazo de cinco dias para que haja manifestação da defesa sobre medidas cautelares.

Leia também 
Justiça dá 20 dias para delação de Riva ser anexada em mais de 20 processos

 
Os envolvidos são pais da adolescente acusada de matar a amiga no Condomínio Alphaville I, em Cuiabá. O crime aconteceu em julho deste ano e ganhou repercussão nacional após ser publicizado pelo programa dominical Fantástico, da Rede Globo.
 
A denúncia do Ministério Público requer como medida cautelar a entrega de todas as armas de fogo e apetrechos de recarregamento de munição e a suspensão imediata da autorização para a prática de tiros caça e coleção de armas, com a consequente comunicação ao Comando do Exército Brasileiro.
 
Além do prazo para manifestação sobre cautelares, a juíza Maria Rosi de Meira Borba, da Oitava Vara Criminal de Cuiabá, determinou a citação dos acusados, que terão o prazo de 10 dias para responderam à acusação. 
 
A adolescente Isabele Ramos morreu no dia 12 de julho, por volta das 22h, na residência do casal denunciado, vítima de um disparo de arma de fogo. O disparo foi realizado por uma menor de idade, filha do casal.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet