Olhar Jurídico

Terça-feira, 27 de outubro de 2020

Notícias / Criminal

Inquérito da Operação Polygonum investiga duas pessoas e oito fazendas por fraudes ambientais

Da Redação - Arthur Santos da Silva

04 Ago 2020 - 08:45

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Inquérito da Operação Polygonum investiga duas pessoas e oito fazendas por fraudes ambientais
O Ministério Público de Mato Grosso (MPE) abriu investigação para apurar possíveis fraudes ambientais em oito fazendas. Os supostos crimes foram revelados em consequência da Operação Polygonum. Pessoas identificadas como Franciele Gorden Jacob e Tiago Gorden constam na lista da apuração.

Leia também 
Justiça retira tornozeleira de ex-superintendente da Sema acusado de fraudar sistema

 
Serão investigadas fraudes nos locais identificados como Fazenda Eduarda, Fazenda Conquista, Fazenda Santa Luísa I, Fazenda Santiago II, Fazenda Santiago I, Fazenda Maria Fernanda II, Fazenda Maria Fernanda, e Fazenda Santa Luísa II.
 
Inquérito civil, assinado no dia 31 de julho pelos promotores de Justiça Ana Luiza Ávila Perterlini de Souza e Joelson de Campos Maciel, busca delimitar a extensão dos danos ambientais perpetrados e identificar as medidas necessárias para a reparação.
 
A Operação Polygonum desmantelou Organização Criminosa no âmbito da Secretaria Estadual de Meio Ambiente que trabalhava para inclusão de dados falsos em sistema informatizado de Cadastros Ambientais Rurais (CARs).

Quando da deflagração, um dos alvos da operação foi o ex-secretário de Estado de Meio Ambiente, André Luis Torres Baby, que chegou a ser preso.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet