Olhar Jurídico

Quinta-feira, 16 de julho de 2020

Notícias / Criminal

Condenado por vender sentença, desembargador perde cargo e deixa de receber aposentadoria

Da Redação - Arthur Santos da Silva

06 Abr 2020 - 14:52

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Condenado por vender sentença, desembargador perde cargo e deixa de receber aposentadoria
O desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), decretou a perda da função pública de Evandro Stábile, desembargador e ex-presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) que foi condenado por aceitar e cobrar propina em troca de decisão judicial. 

Leia também 
MP firma TAC e garante indenização de R$ 5,7 milhões por desmatamento ilegal     

Com a decretação da perda de cargo, publicada no Diário de Justiça desta segunda-feira (6),  a aposentadoria compulsória de Stábile está cassado. O agora ex-desembergador não receberá mais valores do Poder Judiciário. Nos três primeiros meses de 2020, Stábile recebeu mais de R$ 35 mil. 
 
"À Coordenadoria de Magistrados para expedir ato, com validade na data de sua publicação, e o desligamento do Magistrado da Folha de Pagamento de inativos, sem prejuízo dos proventos percebidos até a presente data", determinou o presidente.

O desligamento obedece determinação da ministra Nancy Andrighi, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O crime de corrupção passiva foi descoberto no curso das investigações da operação Asafe, na qual a Polícia Federal apurou um esquema de venda de sentenças.

Na época da condenação, em 2015, a relatora da ação penal, Nancy Andrighi, apontou que o desembargador aceitou e cobrou propina para manter a prefeita de Alto Paraguai no cargo. Ela perdeu as eleições, mas o vencedor teve o mandato cassado por suposto abuso de poder econômico.  

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • BENÍCIO MARQUES DE SOUZA
    08 Abr 2020 às 15:26

    Todos nós temos obrigação e o dever de sermos honestos. A sociedade ainda acredita na Justiça Brasileira como sendo a pilastra de sustentação de sociedade organizada sob a égide de uma constituição. Que Deus ajude a todos nós, os Juizes e o Poder Judiciário a zelar por essa preciosidade.

  • Amorim
    08 Abr 2020 às 13:38

    Eu duvido qe esse "cidadão " vai ficar perder os direitos, igual a ele tem um monte de sarados , canalhas um exemplo Guilherme Maluf mais sujo qe.pau de galinheiros mas são tds amigos do rei qe tbm nao passa de um câncer, canalha patifes.

  • Cosme
    08 Abr 2020 às 13:32

    Vamos fazer um churrasco esse fim de semana. RS 50 e contribuicao. Sem desvio de sentença e cerveja inclusa. Aos servidores do judiciário, trazer 5 máscaras para doação contra os cara de pau e Lalau do dinheiro público.

  • Nícolas Bello - papo reto?
    07 Abr 2020 às 18:59

    Desculpa OD mas eu duvido, o instituto da vitaliciedade é preceito constitucional, ele irá recorrer e em algum dia irá ganhar, e o pior irá receber o retroativo, o ideal que se elencasse requisitos para perca da vitaliciedade para casos como esses de venda de sentença e outros como desvio de dinheiro, como foi de um magistrado conhecido como juiz lalau (anos 90), como o escandalo da maçonaria, dentre outros, pra isso o povo tem que acordar, estudar, ser disciplinado ao votar e cobrar de todos os políticos e exigir uma nova constituição sem muitos privilégios para poucos.

  • PAGADOR DE IMPOSTOS SEM RETORNO
    07 Abr 2020 às 14:58

    TEM QUE PUNIR COM RIGOR PARA SERVIR DE EXEMPLO AOS OUTROS E DEVERIA TER QUE DEVOLVER UMA PARTE DO DINHEIRO QUE RECEBEU DURANTE A CORRUPÇÃO E TEM QUE SER PROCESSADO PELA PARTE PREJUDICADA ,ESSES MAUS PROFISSIONAIS DO DIREITO SE ACHAM DONOS DAS VERDADES TEM MUITOS AÍ FAZENDO FALCATRUAS DANDO GOLPES MUITOS , E NO TCE TAMBÉM CADÊ A JUSTIÇA DE MT???

  • Gigi
    07 Abr 2020 às 14:36

    Menos um mamando nas tetas do Estado.

  • Carlos
    07 Abr 2020 às 09:48

    Mas o quer as pessoas não estão observando é que a decisão vei do STJ, só fossemos esperar que o TJMT tomasse essa atitude com certeza eles não tomariam, só estão cumprindo ordens superiores.

  • Jose
    07 Abr 2020 às 07:57

    Parabéns ao STJ , vamos ver se continua a limpeza que não é fácil. Só acho que essa figura deveria pegar uns naos de prisão para apreender e dar exemplo a outros.

  • Roberto Doutrinador
    07 Abr 2020 às 05:27

    É so um Bode expiratório diante dos muitos que fazem pior....E viva Leopoldino Marques do Amaral , sua morte não sera em vão!!!

  • josé de souza
    06 Abr 2020 às 17:10

    PARABÉNS AO JUDICIÁRIO BRASILEIRO, ESTAMOS VIRANDO PIMEIRO MUNDO

Sitevip Internet