Olhar Jurídico

Segunda-feira, 15 de abril de 2024

Notícias | Política de Classe

GREVE GERAL

Servidores da justiça e TRT anunciam paralisação em adesão à greve geral nesta sexta

26 Abr 2017 - 17:24

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Fórum de Cuiabá

Fórum de Cuiabá

O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sinjusmat) emitiu nota na tarde desta quarta-feira (26) requerendo ao presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Rui Ramos, recesso forense em adesão à greve geral nesta sexta-feira (28). O documento foi assinado pelo diretor presidente do sindicato, Rosenwal Rodrigues dos Santos. O ato nacional prevê paralisação geral de diversos setores em todo o país para pressionar contra a aprovação das reformas trabalhistas e previdenciárias.

Leia mais:
Trabalhador morre após negligenciar normas de segurança e Justiça nega indenização a família


Em sua decisão pela paralisação, o sindicato considera o atual momento de crise política do país “o qual demonstra a total instabilidade dos direitos dos cidadãos brasileiros através das Propostas de Emendas Constitucionais”. Também, que estas PEC´s causarão enorme prejuízo aos direitos sociais e trabalhistas da população, sejam eles servidores públicos ou privados.

Acrescentam que além de já haver programação nacional de paralisação neste dia 28, haverá paralisação dos serviços de transporte em Cuiabá, o que impedirá a ida de boa parte dos trabalhadores aos seus postos de trabalho. Por outro lado, eles solicitam e tem o direito de se manifestar contra os “absurdos que a classe política vem promovendo a todos os trabalhadores brasileiros”, consta da nota.

O documento pede que o presidente do TJ, Rui Ramos, defira a solicitação.

O ato também segue o exemplo do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT-MT), que suspendeu os prazos processuais e regimentais no dia 28 de abril. A medida atinge todas as varas do trabalho no estado, o Tribunal e as unidades administrativas. A suspensão consta da Portaria n. 009/2017, emitida conjuntamente pela Presidência e Corregedoria do TRT.

Em todo o Brasil, a estimativa é de que mais de 10 milhões de trabalhadores integrem o movimento contrário às reformas  Trabalhista e da Previdência Social e à Lei da Terceirização, todas as propostas do governo Michel Temer (PMDB). 

Em Cuiabá, a Nova Central Sindical de Trabalhadores de Mato Grosso (NCST-MT) informa que a concentração das lideranças sindicais será na Praça Ipiranga, à partir das 6h, onde diretores da NCST-MT e das 37 entidades sindicais filiadas à NCST-MT, juntamente com as demais centrais sindicais, estarão chamando a atenção de toda a sociedade para as medidas adotadas pelo Governo Federal.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet