Olhar Jurídico

Domingo, 14 de abril de 2024

Notícias | Política de Classe

REFORÇO DE PESO

Gallo anuncia posse de 26 novos procuradores do Estado; medida visa garantir maior controle sobre contratos

11 Abr 2017 - 08:24

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Rogério Gallo

Rogério Gallo

O procurador-geral do Estado, Rogério Gallo, afirmou que o governador Pedro Taques (PSDB) já autorizou que, até o fim deste mês, sejam empossados os 26 novos procuradores do Estado.  O anuncio foi feito durante mesa realizada no inicio desta tarde no evento “Parecis Super Agro”, em Campo Novo dos Parecis.

Leia mais:
MPF abre nova investigação contra juiz afastado por escândalo de fraude em leilão


“Até o fim deste mês o governador já autorizou a posse de 26 novos procuradores do Estado, teremos em nosso ‘exercito’ uma garotada na faixa de 25 – 26 anos de idade, absolutamente animada e afiada para impedir que tenhamos atos de corrupção nos contratos públicos de Mato Grosso. Tenho absoluta certeza de que estaremos vigilantes”, anunciou Rogério Gallo em sua fala durante o evento, na tarde de hoje (10).

Em outro momento o procurador-geral lamentou a corrupção impregna na gestão pública, mas reafirmou sua confiança nas instituições do Estado. “Infelizmente a corrupção não é um problema nacional, episódios de corrupção vão continuar ocorrendo, precisamos estar vigilantes sempre. Tenho certeza que com o avanço institucional do Estado de Mato Grosso, (estaremos) prontos para evitar novos episódios de corrupção, mas é fundamental que a sociedade civil organizada e a imprensa livre façam sua contribuição”, concluiu.

No início do mês passado, Gallo também anunciou a criação de um subprocuradoria especializada em aquisições e licitações. O objetivo seria aumentar o controle sobre esses contratos, a fim de diminuir o risco de formação de cartéis e evitar que o estado pague valores acima dos de mercado por produtos e serviços.

Atualmente a maioria dos contratos de licitação não passa pela procuradoria, pois, segundo o Gallo, o número de procuradores e servidores é insuficiente para todo o trabalho. A expectativa é que a nomeação destes 26 novos procuradores dê fim a esse problema.

O objetivo é que, com estrutura e pessoal especializado, a subprocuradoria consiga atuar na supervisão de todas as fases da licitação, desde a escolha dos fornecedores, até administração dos contratos e aditivos, “para que eles sejam feitos com o menor preço possível”, destacou no mês passado.

Atualmente a Justiça do Estado investiga casos de corrupção, desvio do erário público e formação de cartel na Secretaria de Estado de Educação (Seduc) do governo Pedro Taques, no âmbito da “Operação Rêmora”.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet