Olhar Jurídico

Sexta-feira, 19 de julho de 2024

Notícias | Eleitoral

vídeo antigo

Juíza derruba propaganda de Neri que trazia fala descontextualizada de Mendes contra Wellington Fagundes

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Juíza derruba propaganda de Neri que trazia fala descontextualizada de Mendes contra Wellington Fagundes
A juíza Ana Cristina Mendes, em atuação na Justiça Eleitoral de Mato Grosso, concedeu liminar nesta quarta-feira (21) para suspender propaganda de Neri Geller (PP) que atacava Wellington Fagundes (PL). Ambos concorrem ao Senado em 2022. 


Leia também 
Márcia entra com ação pedindo cassação de registros de Mendes, Pivetta e Abílio por distribuição de cestas básicas

 
Peça publicitária apresentava entrevista antiga do governador Mauro Mendes (UNIÃO) afirmando que Wellington Fagundes foi aliado do Silval Barbosa. Atualmente Mauro Mendes, que busca reeleição, apoia Wellington Fagundes.
 
Na decisão liminar, magistrada salientou que a propaganda representa divulgação de informação descontextualizada e que prejudica a campanha de Wellington Fagundes. “Vale destacar que Mauro Mendes Ferreira e Wellington Antônio Fagundes integram a mesma coligação, qual seja Mato Grosso Avançando, Sua Vida Melhorando, e dessa forma, é evidente que a essas manifestações não aconteceram no contexto desta campanha eleitoral”.
 
Assim, por estar descontextualizada, a propaganda visa exageradamente transmitir e “criar, artificialmente, na opinião pública, estados mentais, emocionais ou passionais”.
 
“Em face do exposto, com esteio no art. 300 do Código de Processo Civil, concedo a liminar vindicada, para determinar a intimação das emissoras de rádio credenciadas à transmissão do horário eleitoral gratuito, em inserções, bem como a intimação dos Representados, para que não mais veiculem as propagandas”, finalizou Ana Cristina.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet