Olhar Jurídico

Quarta-feira, 12 de maio de 2021

Notícias / Civil

depoimento pessoal

Justiça marca audiência em ação que examina suposta contratação fantasma feita por juíza

Da Redação - Arthur Santos da Silva

04 Mai 2021 - 16:09

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça marca audiência em ação que examina suposta contratação fantasma feita por juíza
O juiz Bruno D'Oliveira, da Vara Especializada em Ação Cível Pública e Ação Popular de Cuiabá, determinou para o dia 15 de setembro depoimento pessoal da juíza Vandymara Galvão Ramos Paiva Zanolo, acusada de contratar ilegalmente pessoa identificada como Waldisley Alves Teixeira para ser chefe de Divisão no Fórum de Mirassol D’Oeste, entre os anos de 1996 e 1997.
 
Leia também
JBS é condenada a pagar R$ 1 milhão por irregularidades no ambiente de trabalho


Conforme acusação, a magistrada representada, enquanto atuava na Comarca de Mirassol D’ Oeste, mantinha entre os servidores de sua livre nomeação o marido de sua secretária [Waldisley], que residia na cidade de  de Rondonópolis, onde trabalhava em um banco privado [antigo Bamerindus, depois incorporado pelo HSBC].

O fato de Waldisley não ter desempenhado as funções no Fórum caracteriza que a remuneração paga pelo Poder Judiciário foi indevida e constitui-se ao mesmo tempo enriquecimento ilícito e dano ao erário. 

Vandymara e Waldisley chegaram a ser condenados em 2011 a indenizar os cofres públicos no montante de R$ 87 mil, mas a sentença foi anulada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que constatou cerceamento de defesa. Houve determinação de novo julgamento.

Nos autos, o Ministério Público, autor do processo, pediu o julgamento antecipado da ação. Por isso, o Judiciário entendeu pela necessidade de os requeridos se manifestarem acerca das provas que pretendem elaborar. Houve manifestação pelos depoimentos.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet