Olhar Jurídico

Domingo, 27 de setembro de 2020

Notícias / Civil

STJ nega recurso e mantém liminar para reintegrar servidores de vice em Cuiabá

Da Redação - Arthur Santos da Silva

16 Set 2020 - 20:48

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

STJ nega recurso e mantém liminar para reintegrar servidores de vice em Cuiabá
O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido de suspensão da liminar que anulou decreto emitido pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), responsável por suprimir e remanejar os cargos do gabinete da vice-prefeitura para a Secretaria Municipal de Governo.

Leia também
Justiça concede Habeas Corpus a adolescente acusada de matar amiga no Alphaville


A negativa em suspender a liminar sinaliza mais uma vitória jurídica do vice-prefeito, Niuan Ribeiro. Recentemente o vice chegou a requerer que a Justiça de Mato Groso determine prazo de 24 horas para que haja efetiva anulação de decreto.
 
Segundo Niuan, também deve ser determinado o mesmo prazo para que haja reintegração dos servidores que compunham a vice-prefeitura. A parte pediu responsabilização por crime de desobediência em caso de descumprimento do prazo de 24 horas.
 
Partiu da desembargadora Maria Erotides, da Primeira Câmara de Direito Público e Coletivo, a decisão que anulou, no dia 1º de setembro, o decreto emitido pelo prefeito Emanuel Pinheiro.

A desembargadora, na decisão, justificou: “não me parece crível extinguir todos os cargos que atendem a Vice-Prefeitura, num momento em que há uma briga política entre o Chefe do Executivo e o seu Vice, sendo certo que o os atos do Prefeito devem respeito não só à lei, mas também aos princípios que regem a Administração Pública”.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet