Olhar Jurídico

Quarta-feira, 15 de julho de 2020

Notícias / Civil

Justiça garante UTI para paciente com grave problema respiratório

Da Redação - Arthur Santos da Silva

02 Abr 2020 - 09:35

Foto: Reprodução

Justiça garante UTI para paciente com grave problema respiratório
O magistrado Jose Luiz Leite Lindote, da Primeira Vara Especializada da Fazenda Pública de Várzea Grande, determinou a transferência de um homem para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no prazo de até 48 horas. O paciente, que estava no Hospital Municipal de Confresa, apresentou sintomas de tosse seca, dor torácica, leve dor na garganta e coriza.

Leia também 
Desembargador estende período de teletrabalho e avisa: 'não estamos de férias'

 
"No caso em exame, de acordo com os documentos clínicos acostados, de fato a parte Autora comprovou que necessita de transferência para Unidade de Terapia Intensiva – UTI, com urgência, conforme pedido médico. Deste modo, comprovada a necessidade e urgência para que seja realizada a internação em UTI. Estão presentes, portanto, os requisitos para a tutela de urgência", decidiu o magistrado.
 
Em sua decisão, Lindote esclareceu que a transferência deve ocorrer para hospital da rede pública de saúde apta a tratar da patologia, tendo como prioridade os locais mais próximos da cidade onde se encontra o paciente, para que o deslocamento tenha o menor desgaste possível.
 
A decisão foi estabelecida no dia 27 de março. Ainda não há teste confirmando que o paciente esteja com Covid-19.
 
Números em MT
 
A Secretaria de Estado de Saúde (SES) registrou na tarde desta quarta-feira (1), nove pacientes curados de coronavírus em Mato Grosso. Conforme Nota Informativa, há 28 casos confirmados da Covid-19 no Estado.
 
Os casos confirmados estão em Cuiabá (19), Rondonópolis (5), Nova Monte Verde (1), Tangará da Serra (1) e Várzea Grande (2). Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios.
 
Dos 28 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, dez (10) estão hospitalizados, sendo sete (07) em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e três (03) em enfermarias.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet