Olhar Jurídico

Domingo, 16 de fevereiro de 2020

Notícias / Criminal

Justiça ouve testemunhas no processo por fraude em posto de delator premiado

Da Redação - Arthur Santos da Silva

25 Jan 2020 - 14:28

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça ouve testemunhas no processo por fraude em posto de delator premiado
Está marcada para ocorrer na segunda-feira (27) a audiência de instrução em processo contra o empresário e delator premiado na Operação Ararath, Junior Mendonça. Ele é acusado por fraudar duas bombas de combustíveis em posto da rede Amazônia Petróleo. 

Leia também 
Sandro Louco é absolvido em processo sobre tráfico de drogas

 
Oficial de Justiça responsável pelo caso comunicou que não conseguiu intimar Junior Mendonça para audiência. Porém, resta aguardar para saber se ocorrerá comparecimento. Existe a possibilidade de Mendonça ser interrogado também na segunda-feira. 
 
Segundo o Ministério Público, bombas vistoriadas durante as operações intituladas "Clone" e "De Olho na Bomba" estavam dispensando volume menor de combustível que o indicado na referência medidora.

Conforme laudo técnico, a irregularidade nas bombas causava um prejuízo ao consumidor na quantidade de 140 ml a cada 20 litros de combustível. A denúncia foi recebida pelo juízo da Sétima Vara Criminal de Cuiabá no dia 16 de outubro. Na data, houve determinação de defesa prévia.
 
Em decisão posterior, a juíza Ana Cristina Silva Mendes negou pedido de absolvição sumária.
 
Junior Mendonça

 
Junior Mendonça é um dos principais delatores premiados na Operação Ararath, que investiga instituição financeira à margem do que é considerado legal.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gerônimo
    25 Jan 2020 às 16:01

    Esse tem muita influência na mídia, mas rabo grande que não dá para esconder.

  • Frentista
    25 Jan 2020 às 16:00

    ESSE SUJEITO CAGA NA CARA DO MPF , MPE e JUDICIÁRIO... criminoso contumaz !

  • Djuca Paletó
    25 Jan 2020 às 15:17

    Já não abasteço nesses Amazônia desde esse escândalo...

Sitevip Internet