Olhar Jurídico

Sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Notícias / Criminal

Homem que esfaqueou mulher e tentou se matar é condenado a 9 anos de prisão

Da Redação - Vinicius Mendes

22 Nov 2019 - 11:08

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Homem que esfaqueou mulher e tentou se matar é condenado a 9 anos de prisão
Vanderson do Vale Rodrigues, que foi preso em outubro de 2018 após tentar matar sua ex-namorada a facadas e depois tentar tirar a própria vida, foi condenado nesta quinta-feira (21) pelo Tribunal do Júri a nove anos e quatro meses de reclusão em regime fechado. A vítima tinha uma medida protetiva contra o homem.
 
Leia mais:
Juíza levanta sigilo de ação contra quadrilha que extorquiu R$ 1 milhão de vítima
 
Conforme as informações do boletim de ocorrências, a jovem relatou que estava andando pela rua, quando o suspeito se aproximou e os dois iniciaram uma discussão. Logo depois, Vanderson pegou uma faca e desferiu diversos golpes contra a mulher, que foi atingida nas costas e nuca.
 
A mulher foi socorrida e encaminhada ao Pronto Socorro e a Polícia Militar, em rondas pelo bairro São Roque, em Cuiabá, acabou encontrando o suspeito. Ao ver a viatura, o criminoso começou a correr, mas parou logo adiante e levou uma das mãos em direção ao pescoço e nuca.
 
Em seguida, o homem jogou fora uma faca. Quando a os PMs se aproximaram, viram que o suspeito havia tentado suicídio. Questionado sobre o motivo, ele confessou ter tentado contra a vida da ex-namorada.
 
O julgamento no Tribunal do Júri ocorreu na tarde desta quinta-feira (21). O acusado e sua defesa sustentaram como autodefesa a “desistência voluntária”, ou seja, atacou a vítima, mas parou antes de consumar o homicídio. Já o Ministério Público se manifestou pela condenação.
 
Após serem ouvidas as testemunhas e o acusado o Conselho de Sentença se reuniu e decidiu condenar Vanderson à pena privativa de liberdade de nove anos e quatro meses de reclusão e cinco meses de detenção, no regime inicialmente fechado.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet