Olhar Jurídico

Sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Notícias / Geral

Tribunal de Justiça suspende retomada de CPI contra prefeito

Da Redação - Arthur Santos da Silva

16 Out 2019 - 18:07

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Tribunal de Justiça suspende retomada de CPI contra prefeito
A desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), acatou pedido liminar para suspender o reinício da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB).

Leia também 
Justiça dá 48 horas para Câmara de Cuiabá comprovar retomada de CPI contra Emanuel

 
A decisão, estabelecida nesta quarta-feira (16), ocorreu em pedido de Misael Galvão (PSB), vereador presidente da Câmara Municipal de Cuiabá. O retorno da CPI está suspenso até que haja julgamento da apelação contra a sentença de primeiro grau.
 
Conforme Helena Maria, o cumprimento da decisão demanda cautela. Segundo ela, há risco de dano irreparável. “Em muitos casos, a sentença que concede a segurança envolve questões de grande relevância à Administração Pública”, afirmou a desembargadora.
 
“Tendo em vista que a situação abarca a atuação dos Poderes Legislativo e Executivo Municipais e que a execução imediata da sentença pode trazer risco de dano grave ou de difícil reparação, restou demonstrado que a concessão do efeito suspensivo ao Apelo é medida que se impõe”, complementou a magistrada.
 
A CPI contra Emanuel foi aberta para apurar suposta quebra de decoro. Foco da acusação é o vídeo em que ele aparece recebendo dinheiro no Palácio Paiaguás. O material consta na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa.
 
Diego Guimarães
 
O vereador Diego Guimarães (PP) é o responsável por pedir o recomeço da CPI. Ele se manifestou sobre a nova suspensão. O parlamentar afirmou que respeita o posicionamento da Justiça, mas lamenta o esforço de membros da Câmara no sentido de barrar as investigações.

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • cidão
    17 Out 2019 às 09:55

    Esse vereador Misael Galvão vai pagar caro próxima eleição, por essa atitude ao ver de grande parte da população vergonhosa e cheia de má intensão.

  • jose a silva
    17 Out 2019 às 09:03

    Aí tem coisa feia! Escabrosa! Até o capeta tá fugindo dessa CPI! Mas por que será o pedido de suspensão? Sr. MISAEL o sr. deve alguma coisa? Ou deve pra quem deve? E a justiça deve? Ou deve pra quem deve? Estranho! A justiça manda abrir e depois "outra justiça" manda fechar? SEI NÃO! Eu só sei uma coisa: aí tem coisa feia, o que e de q

  • Daniel
    17 Out 2019 às 07:37

    Qual o medo dos vereadores com essa CPI?

  • Patropi
    17 Out 2019 às 07:14

    Afffff, essa justiça no Brasil, só condena quem não deve

  • Paulo
    16 Out 2019 às 22:20

    Que cachorrada voooteee da nojo.

  • josé de souza
    16 Out 2019 às 22:14

    PREFEITO EMANUEL, VC É UM AMIGO DE TODAS AS HORAS, SÓ TEM UMA COISA EMANUEL VC NÃO TEM OS ADJETIVOS DO SEU SAUDOSO PAI EMANUE PINHEIRO, SEU PAI TINHA AMIGOS POR TODO O ESTADO, AMIGO DOS AMIGOS, É NENEO VC É BEM DIFERENTE, MAIS TEM SUA QUALIDADES, PRECISAVA DE UMA TRATAMENTO DE URGENCIA PEDI PARA UM PRIMO SEU BEM CHEGADO, NEM RESPOSTA EU TIVE, É ASSIM MESMO VC HJ É UM HOMEN MUITO OCUPADO,MAIS OS MEU ANTEPASSADOS JÁ DERAM MUITOS VOTOS AO SEU SAUDOSO PAI, TUDO NESSA VIDA TEM SEU TEMPO.

  • Alisson Ferreira Porto
    16 Out 2019 às 21:35

    Esse judiciário Matogrossenses é uma vergonha. É desembargador mandando os tais conselheiros políticos do TCE , caçados por roubo de dinheiro público, reassumirem as atapucas, é desembargadora impedindo CPI para apurar roubo de prefeito filmado roubando. Sei que os iguais se protegem, bom caráter protege bom caráter, bandido protege bandido. Onde se encacha essa desembargadora ?

  • Cuiabano Indignado
    16 Out 2019 às 21:16

    A Câmara Municipal é uma Casa de Horrores, mas esse Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso é uma Casa de Horrores tão pior quanto. É revoltante ver os absurdos destas duas casas! Dizer em uma sentença que o objeto “envolve toda uma questão” é brincar com o povo. Não fazem nada para justificar os salários suntuosos pago pelos contribuintes. Dano irreparável é o dinheiro roubado do povo que nunca voltará aos cofres públicos.

  • MARCOS
    16 Out 2019 às 20:10

    Casa dos horrores Nada muda Quem entra com a ação e misael e não o prefeito Muito estranho

  • nelson
    16 Out 2019 às 20:08

    desembargadora com todo o respeito, alias V.Excia esta faltando com o respeito, se o povo paga seu salario e mordomias, faça jus a esses criterios

Sitevip Internet