Olhar Jurídico

Domingo, 20 de outubro de 2019

Notícias / Eleitoral

Sakamoto vê críticas de Selma como ‘naturais’ e diz que a julgou com base em provas nos autos

Da Redação - Isabela Mercuri

15 Abr 2019 - 10:38

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Sakamoto vê críticas de Selma como ‘naturais’ e diz que a julgou com base em provas nos autos
O desembargador Pedro Sakamoto afirmou, na manhã desta segunda-feira (15), que as críticas que recebeu da senadora cassada Selma Arruda (PSL) são naturais, e que seu julgamento foi feito com base em provas que constam nos autos. Segundo ele, todas as explicações estão em seu voto e relatório.

Leia também:
AMAM repudia publicação de Selma e defende integridade de Sakamoto em processo de Caixa 2

“Naturalmente as críticas sempre existirão, tanto daquele que em tese vencem ou perdem. Portanto, eu vejo com naturalidade que isso tenha acontecido. Eu não cheguei de ver essas criticas, mas acredito que isso é normal dentro do estado democrático”, disse ele, em uma coletiva de imprensa em que apresentou aos jornalistas o balanço da atual gestão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

“Nós magistrados temos que julgar com a prova que consta nos autos, nós não podemos fugir daquilo que existe nos autos, que foi coletado durante a instrução processual. É apenas o relatório que foi bastante longo, e o voto também nós temos que descrever todas as particularidades para que haja um justo julgamento”, completou.

Selma teve o mandato de senadora cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT), em julgamento realizado na última quarta-feira (10), em Cuiabá. A sessão foi iniciada às 9h e concluída às 17h20, com apenas 1h45 de intervalo. Selma irá recorrer, no cargo, ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Por unanimidade, os membros do Pleno votaram pela cassação e convocaram novas eleições. O desembargador Pedro Sakamoto, relator do caso, havia votado para que Carlos Fávaro (PSD) ocupasse o cargo até que o novo senador fosse escolhido nas urnas. Porém os seis membros restantes do Pleno divergiram neste ponto, fazendo com que o cargo fique vago até o final das novas eleições.

Antes do julgamento, do TRE, no dia 5 de abril, a Selma comentou um artigo publicado no site RDnews, em que o colunista insinua em que Sakamoto já decidiu por impugnar o mandato dela, recordando algumas diferenças em que ambos tiveram enquanto Selma ainda comandava a 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

Na publicação em sua página no Facebook, Selma diz que prefere não acreditar em uma eventual corrupção no Poder Judiciário e questiona se o seu crime foi ter prendido, além de condenado a maior organização criminosa do Estado.

Logo após a condenação, no entanto, a senadora cassada declarou estar tranquila e afirmou que pretendia recorrer às instâncias superiores para provar a sua inocência.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • DESEMPREGADO
    24 Abr 2019 às 11:33

    NINGUÉM ESTÁ ACIMA DA LEI, MAS É PARA TODOS ESSES QUE USARAM DE FALCATRUAS NA ELEIÇÃO DEVEM SER TODOS CASSADOS E NÃO APENAS UMA, A SOCIEDADE ESPERA

  • Henrique Mourao
    15 Abr 2019 às 21:05

    Esse povo que se esconde por trás da toga tem que ser investigados.

  • paulo roberto
    15 Abr 2019 às 20:57

    Mas será que julgou mesmo como o nobre magistrado diz???

  • Violeta Reiners
    15 Abr 2019 às 12:48

    Certíssimo Dr Sakamoto. Selma Arruda quando estava por cima dava entrevistas. Agora condenada, se esconde atrás de notinhas pela assessoria.

  • Critico
    15 Abr 2019 às 11:18

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Aretana Arruda Campos
    15 Abr 2019 às 11:10

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • João Capile
    15 Abr 2019 às 10:58

    Dr Sakamoto é exemplo de magistrado íntegro. Selma Arruda é igual Lula. Cometeu crime eleitoral, foi condenada e igual a Lula, usa mesmo discurso que mesmo preso jura inocência. Brasil que eu quero não aceita gente como Lula e Selma

  • Beatriz Duarte Lima
    15 Abr 2019 às 10:53

    Esse juiz acha que somos idiotas.

  • Melchiades Tavares Landin
    15 Abr 2019 às 10:51

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet