Olhar Jurídico

Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Notícias | Criminal

CRIME NA CAPITAL

Promotor diverge de delegado e denuncia suspeito de matar idosa de 84 anos por estupro e latrocínio; réu escapa do júri popular

Promotor diverge de delegado e denuncia suspeito de matar idosa de 84 anos por estupro e latrocínio; réu escapa do júri popular
A 14ª Vara Criminal de Cuiabá recebeu denúncia e tornou Adriano João Batista de Souza réu pelo assassinato da idosa Horaide Bueno Stringuini, 84 anos, ocorrida no bairro Despraiado, em Cuiabá. O acusado vai responder pelo crime de estupro e latrocínio – roubo seguido de morte - diferentemente do que havia entendido a Polícia Civil.


Leia também
Laudo aponta que idosa de 84 anos foi estuprada; suspeito é indiciado por feminicídio e estupro de vulnerável

 
O delegado Nilson Farias, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), indiciou o acusado pelo crime de estupro de vulnerável e feminicídio com a qualificadora devido ao recurso utilizado pelo criminoso que impossibilitou a defesa da idosa. Ela foi encontrada morta no dia 28 de março em sua residência.
 
Entretanto, o promotor do caso entendeu ter ocorrido o estupro e o roubo seguido de morte. Diante disso, o acusado “escapa” do júri popular e vai responder pelo crime de latrocínio. Agora, o juiz vai ordenar a citação do acusado para responder à acusação, por escrito, no prazo de 10 dias.
 
O crime

 
De acordo com a Polícia Civil, as imagens ajudaram a identificar o suspeito. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), também conseguiu o vídeo do momento em que o autor do crime pula o muro lateral da casa de Horaide.
 
Ele carregava um par de botas pretas e uma sacola verde. A bota que ele utilizava no trabalho e que carregava no momento em que saiu da casa da vítima foi localizada em um terreno na rua acima do local do fato. Adriano era funcionário de uma distribuidora de gás vizinha à residência da vítima e confessou o crime, alegando que entrou na casa da idosa com a intenção de roubar seu celular e dinheiro para comprar drogas e bebida alcoólica.
 
O corpo de Horaide foi encontrado no final da manhã dessa sexta-feira (30), na casa onde ela morava. A vítima estava sobre a cama, seminua, apresentando sinais de violência sexual, com duas perfurações no tórax, causadas por arma branca. Posteriormente, a faca utilizada no crime foi encontrada em um terreno ao lado da residência da vítima.
 
Familiares informaram que a vítima residia sozinha e que um neto havia falado com ela por volta das 7h30, indicando que o crime, ocorreu após esse horário.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet