Olhar Jurídico

Sábado, 22 de junho de 2024

Notícias | Criminal

ALVO DE OPERAÇÃO

Confiança de 'Sandro Louco', fidelidade ao CV e ascensão: W.T. comprou casas de alto padrão, lote no Manso e mercados

03 Abr 2024 - 16:12

Da Redação - Pedro Coutinho e Luis Vinícius

Foto: Reprodução / PJC

Confiança de 'Sandro Louco', fidelidade ao CV e ascensão: W.T. comprou casas de alto padrão, lote no Manso e mercados
Ao decretar a prisão de Paulo Witer Farias Paelo, o “WT”, e autorizar a operação Apito Final, deflagrada para desarticular esquema criado pelo Comando Vermelho que lavou cerca de R$ 65 milhões provenientes do tráfico, a juíza Helícia Vitti Lourenço apontou que ele é homem de confiança do chefe da facção em Mato Grosso, Sandro Louco. Pela sua fidelidade ao grupo, Paulo se destacou com o líder e ascendeu na hierarquia ao cargo de tesoureiro ou contador geral, responsável pela contabilidade da organização no estado.


Leia mais
'Time Amigos W.T. é destinado exclusivamente para fins de lavagem de dinheiro', diz delegado


Conforme indicado na decisão, a função de Paulo na estrutura criminosa é tamanha que ele chegou a ser tratado como “ídolo” pelos jovens dos bairros Jardim Florianópolis, Morada da Serra e vários outras localidades da capital, onde possui maior influência.

Tesoureiro que promove a contabilidade dos valores angariados via tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, Paulo oculta as quantias milionárias as dissimulando no mercado financeiro por meio de investimentos feitos por pessoas intercaladas, as conhecidas “laranjas”.

Aquisições de imóveis, construções imobiliárias e veículos de alto padrão, mesmo sem vínculo de emprego ou renda lícita, foram constatadas pelas investigações. Há ainda o investimento em pessoas jurídicas, como o Supermercado Alice, que funcionou normalmente até meados de 2023 em Várzea Grande, e outro que estava em construção.

Paulo, também conhecido como “Ita” ou “WT”, adquiriu casa de alto padrão no Condomínio Primor das Torres e um loteamento na região do Manso. Embora todo esse patrimônio tenha sido comprado em nome de terceiros, pessoas de seu relacionamento, familiares e membros da organização criminosa, quem goza do seu uso é “WT”, seja para proveito próprio ou para lavagem de dinheiro para o CV.

Ao tomar conhecimento de que estava sendo investigado, WT colocou à venda os Supermercados, desocupou a casa no Primor das Torres e repassou seu Corolla, sua BMW e um Nivus a terceiros. Há ainda o time de futebol “Amigos do WT”, usado por ele estritamente para lavar o patrimônio obtido pelas práticas criminosas.

Para decretar sua prisão preventiva, busca e apreensão, além da quebra de sigilo dos seus dados, a juíza considerou a “força” e influência que WT possui na região. Comprovada a materialidade e indícios de autoria dos crimes perpetrados, baseado pelos Relatórios Policiais, diligências, quebra do sigilo bancário, telemático, fotografias e demais documentos carreados aos autos, Helícia Vitti decidiu pela autorização da operação com os respectivos cumprimentos de mandados de prisão, sobretudo de WT.

Apito Final

A ação policial é um braço da Operação W.O., deflagrada na última sexta-feira (29), em Maceió (AL), pela Delegacia de Repressão ao Entorpecente (DRE). Na ocasião, além de W.T., foram presos: Alex Júnior Santos de Alencar, Andrew Nickolas Marques dos Santos e Tayrone Junior Fernandes de Souza, quando participavam de um jogo de futebol na cidade de Maceió. Por se tratar do líder da organização, os investigadores anteciparam a investida contra W.T. e deflagraram a operação na sexta-feira.

Nesta terça, a polícia cumpriu 25 mandados de prisão e 29 de buscas e apreensão, além da indisponibilidade de 33 imóveis, sequestro de 45 veículos e bloqueio de 25 contas bancárias dos alvos investigados pelos crimes de lavagem ou ocultação de bens, direitos ou valores, tráfico e uso drogas, e promoção, constituição, financiamento ou integração de organização criminosa.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet