Olhar Jurídico

Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Notícias | Civil

ATRASO NÃO CONSTATADO

Juiz encerra ação em que Santa Casa cobrava R$ 12,8 milhões de Rondonópolis

Foto: Reprodução

Juiz encerra ação em que Santa Casa cobrava R$ 12,8 milhões de Rondonópolis
O juiz Aroldo Jose Zonta Burgarelli encerrou a ação que o Hospital Santa Casa cobrava R$12,8 milhões da Prefeitura de Rondonópolis, valor que teria sido retido nos cofres públicos municipais. O magistrado, no entanto, constatou que apenas R$ 45 mil aguardava repasse. Decisão foi informada pela assessoria da cidade nesta quarta-feira (14).


Leia mais
STF começa julgamento de ação contra aumento de emendas parlamentares da ALMT

De acordo com o magistrado da 2ª Vara Especializada da Fazenda Pública, o referido atraso não foi reconhecido e na maioria dos itens elencados no processo, o hospital não apresentou ou demonstrou os documentos que comprovem os serviços prestados e/ou a produção solicitada.

A sentença aponta que o hospital estava cobrando valores que não tiveram a comprovação de que o serviço foi prestado. “Não demonstrou a produção apurada no período de 2020, 2021 e 2022 visto que ausente qualquer planilha discriminada ou comprovantes de realização de cirurgia ou demais procedimentos.”

Segundo o procurador geral do município, Rafael Santos de Oliveira, dos quase R$ 13 milhões apontados, o juiz reconheceu que o município não estava em atraso, apontando que apenas um valor de R$ 45 mil ainda aguarda repasse.

“O juiz disse que eles queriam receber valores que não haviam sido auditados e ainda condenou o hospital a pagar 10% de honorários sucumbenciais”, comentou.

(Com informações da assessoria)
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet