Olhar Jurídico

Domingo, 21 de julho de 2024

Notícias | Criminal

COMANDO VERMELHO EM MT

Entrega de cestas, ovos de páscoa, tráfico e lavagem: juiz condena “Zidane”, “Daleste”, “Colômbia”, “Papa-léguas” e “IT”

Foto: Reprodução

Entrega de cestas, ovos de páscoa, tráfico e lavagem: juiz condena “Zidane”, “Daleste”, “Colômbia”, “Papa-léguas” e “IT”
O juiz Jean Garcia de Freitas Bezerra condenou os membros do Comando Vermelho “Zidane”, “Daleste”, “Colômbia”, “Balão”, “Papa-léguas”, “Balão” e “IT”, por crime organizado, tráfico, crime contra a ordem Tributária, e lavagem de dinheiro, cometidos em Pontal do Araguaia e Araguaiana. Além dos crimes, a Polícia identificou que eles distribuíam cestas básicas e ovos de páscoa nas cidades, como forma de estabelecer ligações entre o Comando e a população. Sentença foi proferida nesta terça-feira (11).


Leia mais: Advogados receberiam R$ 150 para entregar celulares a membros do Comando Vermelho detidos na PCE

Leandro Cezar Campos, vulgo “Zidane”, ocupava o cargo de gerente da facção, considerado liderança do CV e responsável pela distribuição de drogas nos municípios, e de receber mensalidades pagas pelos integrantes. Ele chegou a distribuir cestas básicas nas cidades. Ele foi condenado a 4 anos, em regime inicial fechado, sem direito de recorrer em liberdade.
 
Thiago Jordão Alves, vulgo “Daleste”, é denunciado de integrar a organização com a responsabilidade de atuar como “disciplina”, atuando nos locais de venda de drogas, fiscalizando o cumprimento das determinações do CV, além de relatar ocorrências contrárias aos interesses da organização. Ele foi condenado a 4 anos, em regime semiaberto, podendo recorrer em liberdade.
 
Carlos Magno de Oliveira Alves, vulgo “Colômbia”, ocupava o cargo de “espelho”, atuando na venda de entorpecentes. Ele foi condenado a 4 anos, em regime inicial fechado, sem direito de recorrer em liberdade.
 
Alejandro Reinor Faria, vulgo “Balão”, atuava na venda de drogas (tipo cocaína) na cidade de Pontal do Araguaia, sendo faccionado em geral. Ele foi condenado a menos de 4 anos e poderá recorrer em liberdade, cumprindo pena no semiaberto.
 
Vinicius Teixeira Diniz, vulto “Papa-léguas”, seria faccionado em geral, cumprindo funções genéricas para o grupo. Pelas suas participações nos crimes, foi condenado a 4 anos, em regime fechado, sem direito de recorrer em liberdade.
Valdemir Brito Almeida, vulgo “IT”, integra a facção atuando como disciplina, e responsável pela venda de cocaína em Araguaiana. Velho conhecido da polícia, é autor de crimes graves a mando da organização. Foi condenado a 5 anos, no regime fechado, sem direito de recorrer em liberdade.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet