Olhar Jurídico

Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Notícias | Eleitoral

ELEIÇÕES 2022

Luziane Castro é a mais votada para chefiar Defensoria Pública de Mato Grosso

Foto: Defensoria

Luziane Castro é a mais votada para chefiar Defensoria Pública de Mato Grosso
A defensora pública Maria Luziane Ribeiro de Castro recebeu 85% dos votos de seus colegas e foi a mais votada para ocupar o cargo de defensora pública-geral de Mato Grosso. Com 177 votos, Luziane ficou a frente de sua concorrente, Kelly Christina Veras Otacio Monteiro que recebeu 32 votos. A lista com os nomes serão encaminhadas para a aprovação do governador Mauro Mendes. A próxima equipe irá gerir a instituição nos próximos dois anos.

 
Leia Mais:
Clarice Claudino é eleita presidente do TJMT; Maria Erotides vice e Juvenal corregedor
 
Além do cargo de defensor-geral, também foram eleitos os membros do Conselho Superior da Defensoria Pública. Ao todo, 202 defensores públicos, entre ativos e inativos, estavam aptos a votar. Cada eleitor tinha direito a dois votos. Foram 187 votos brancos e quatro abstenções.
 
A votação foi eletrônica, o pleito teve início ao meio-dia, nesta sexta-feira (4), e foi encerrado às 17h30. Pela primeira vez na história da Defensoria Pública Estadual, duas candidatas disputaram o cargo de chefia.
 
O ato de nomeação da nova defensora-geral segue para apreciação do governador Mauro Mendes, e deve ser assinado e publicado no Diário Oficial do Estado antes da posse, agendada para o dia 2 de janeiro de 2023.
 
Conselho Superior – Além da escolha da nova defensora-geral, foram eleitos também, para os próximos dois anos, os novos membros do Conselho Superior da Defensoria:
 
André Rossignolo (112 votos), Gisele Chimatti Berna (109), Nelson Gonçalves (103), Júlio Diniz (102),Guilherme Rigon (98), João Paulo (96), Vinícius Fuzaro (95), e Tiago Passos (90).
 
Cid Borges (85), Diogo Horita (79), e Regiane Xavier Ribeiro (72) ficaram com as vagas de suplentes.
 
De caráter consultivo, normativo e decisório, o Conselho Superior é composto 13 membros, sendo cinco natos – defensor-geral, primeiro subdefensor-geral, segundo subdefensor-geral, corregedor e ouvidor – e oito eleitos, estáveis, em efetivo exercício.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet