Olhar Jurídico

Terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Notícias | Civil

Covid-19 e H3N2

Magistrados divulgam instruções para atendimento online durante o fechamento do Judiciário

Foto: Reprodução

Magistrados divulgam instruções para atendimento online durante o fechamento do Judiciário
Os juízes Yale Sabo Mendes, da Sétima Vara Cível de Cuiabá, e Luiz OctávioSaboia Ribeiro, da  3ª Vara Cível, divulgaram instruções para atendimento online durante os fechamento do Judiciário. O Poder está sem atendimento presencial até dia 20 de janeiro, para conter avanço da Covid-19 e da Influenza H3N2. (Confira as instruções para atendimento ao final).

Leia também 
Eder Moraes consegue decisão para revogar tornozeleira, mas segue monitorado

 
Além de iniciativas individuais, como de Yale e Saboia, o Judiciário mantém o funcionamento em todas as unidades. Assim, os canais de atendimento continuam funcionando durante o horário de expediente.  Neste link você confere os canais de acesso.
 
Por meio do provimento 05/2021, o Corregedor-Geral da Justiça, desembargador José Zuquim, já havia estabelecido que o contato remoto com as unidades judiciárias deve ser realizado por e-mail, telefone ou pelo Balcão Virtual, no horário de atendimento ao público, das 13h às 18h. Tanto o e-mail quanto o telefone podem ser utilizados em qualquer situação, independente da suspensão ou manutenção do expediente presencial.
 
O provimento da Corregedoria não determina o atendimento das unidades judiciárias pelo WhatsApp Busines, sendo esta uma opção que poderá ou não ser implantada, a depender da deliberação de cada magistrado.
 
Os advogados, membros do Ministério Público ou da Defensoria Pública podem solicitar, por e-mail, audiências com os magistrados. O e-mail deve conter o nome e número da OAB (se não for advogado informar se é defensor público ou membro do Ministério Público); endereço de e-mail e telefones; contato (usuário) do Office 365, se possuir; número do processo; breve resumo da demanda (se desejar). Em caso de atendimento prioritário, esclarecer o motivo.
 
O requerente deve estar regularmente habilitado nos autos do processo objeto do atendimento e possuir equipamento e conhecimento para manusear o sistema eletrônico.
 
Concluída a solicitação, o requerente receberá as informações para a reunião virtual, tais como a data, horário e link da plataforma virtual pela qual a reunião irá ocorrer (Microsoft Teams, Webex Cisco ou WhatsApp).
 
A reunião poderá ser redesignada se houver falha técnica que não permita estabelecer a conexão de vídeo e som ou no caso de o magistrado estar impossibilitado de atender. O atendimento pode acontecer por telefone, caso seja possível.
 

 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet