Olhar Jurídico

Segunda-feira, 06 de dezembro de 2021

Notícias | Criminal

liminar negada

Desembargador mantém tornozeleira em ex-adjunto flagrado com suposta propina

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Desembargador mantém tornozeleira em ex-adjunto flagrado com suposta propina
O desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), negou pedido liminar e manteve tornozeleira instalada no ex-secretário adjunto de Casa Civil, Wanderson de Jesus Nogueira. Decisão é do dia sete de outubro.

Leia também 
Ex-adjunto da Casa Civil recorre ao TJMT para retirar tornozeleira

 
Segundo argumentado pela defesa, Wanderson não conta com antecedentes criminais, tem endereço fio em Cuiabá, constituiu família e estabeleceu sua vida profissional, estando, atualmente, afastado de quaisquer vínculos com o Poder Público. A defesa salientou também que a medida cautelar já ultrapassa um ano. 
 
Decisão de Perri, que negou o pedido, salientou que monitoramento eletrônico tem por finalidade auxiliar a fiscalização da outra medida aplicada, qual seja, proibição de acesso a quaisquer órgãos públicos pertencentes ao Poder Executivo do Estado de Mato Grosso, notadamente no órgão no qual estava lotado quando de sua prisão, cujas medidas são muito mais brandas do que o recolhimento em unidade penitenciária para cumprimento de prisão provisória, pois permite ao requerente repousar em sua residência e exercer atividade lícita.
 
Wanderson foi preso em flagrante pelo suposto cometimento do crime de corrupção passiva. Policiais flagraram o ex-membro do Executivo Estadual com uma mochila preenchida por R$ 20 mil.
 
Há suspeita que o dinheiro seja fruto de propina paga por contratos firmado com a TMF Construções e Serviços Eireli. Segundo informações disponibilizadas pela ferramenta Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças de Mato Grosso (Fiplan), a empresa TMF recebeu somente em 2020 valor superior a R$ 3,4 milhões.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet