Olhar Jurídico

Sábado, 23 de outubro de 2021

Notícias / Criminal

suspeita de dolo

Delegado pede quebra de sigilo e acesso a telefone de homem que atropelou guia

Da Redação - Arthur Santos da Silva

02 Ago 2021 - 11:32

Foto: Reprodução

Delegado pede quebra de sigilo e acesso a telefone de homem que atropelou guia
O delegado Alexandre da Silva Nazareth, da Polícia Civil (PJC), representou pelo afastamento do sigilo de dados e autorização de acesso, extração e análise de conteúdo do aparelho telefônico de Ginseng Matheus Souza Silva, autor do atropelamento de um ciclista, ocorrido no sábado (31), na Rodovia MT 251, em Chapada dos Guimarães (67 km ao norte de Cuiabá). Há suspeita de premeditação. 

Leia também 
Homem que atropelou e matou guia em Chapada já foi cunhado da vítima e foi encontrado bebendo em bar


O suspeito, de 42 anos, confessou os fatos e foi autuado em flagrante por homicídio culposo no trânsito, fuga do local de crime e fraude processual, uma vez que estava retirando as peças do veículo para ocultar vestígios do acidente.
 
O delegado pediu ainda que a prisão em flagrante seja convertida em prisão preventiva, garantindo, assim, a ordem pública. Ginseng passará por audiência de custódia ainda nesta segunda-feira (2).
 
O corpo da vítima, Plínio Riuji Suzuki, de 37 anos, foi localizado às margens da Rodovia MT 251, ao lado da sua bicicleta, a qual apresentava danos causados pelo choque causado por outro veículo, que não estava no local dos fatos, indicando omissão de socorro e fuga de local de crime após o acidente.
 
Imediatamente após a localização do corpo, os policiais da Delegacia de Chapada dos Guimarães iniciaram as diligências e durante os trabalhos receberam a denúncia de uma testemunha que presenciou o acidente. Segundo as informações, o veículo Fiat Uno, modelo antigo, de cor prata e com teto preto foi o causador do acidente.
 
Com a identificação do possível suspeito, os policiais iniciaram as buscas para localizá-lo em diversos endereços e chácaras de Chapada dos Guimarães. No domingo (1º), os investigadores receberam nova informação de que o suspeito estava em um bar na entrada da cidade. Ao perceber a presença dos policiais, o suspeito tentou fugir para uma região de mata, porém acabou detido.
 
Questionado, ele confessou ser o autor do atropelamento e disse que após os fatos escondeu o veículo em uma chácara na região do Acora, onde estava desmontando as peças do carro para tentar apagar as evidências do acidente.
 
A Polícia Civil da cidade investiga se o fato foi premeditado. Ginseng já foi cunhado da vítima.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet