Olhar Jurídico

Quarta-feira, 12 de maio de 2021

Notícias / Civil

​MOMENTO DELICADO

Presidente da CAA-MT diz que pandemia oferece novos desafios para advocacia

Da Redação - Vinicius Mendes

04 Mai 2021 - 11:25

Foto: Reprodução

Presidente da CAA-MT diz que pandemia oferece novos desafios para advocacia
O presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso (CAA-MT), Itallo Leite, disse que a pandemia ofereceu novos desafios para a advocacia. Ele ainda afirmou que a Caixa tem buscado assistir aos profissionais em um momento tão difícil.
 
Leia mais:
MT comunica ao Supremo que não utilizou R$ 79 milhões para frear pandemia e pede remanejamento
 
“A pandemia ao invés de nos desanimar, nos impõe a obrigação de inovar, otimizar e buscar novas ferramentas para ajudar a advocacia”, afirmou.
 
Ele lembra que a CAA-MT criou um auxílio para advogados e advogadas em comprovada situação de carência financeira, e um auxílio-covid, para operandos do direito que comprovaram a infecção pelo vírus. Estes auxílios totalizaram mais de R$ 150 mil para a advocacia.
 
Além disso, a instituição ofereceu uma plataforma que pôde ser acessada, de forma remota e gratuita, por advogados e advogadas que buscavam orientações a respeito do Covid-19 com profissionais qualificados, atendimento gratuito com psicóloga e nutricionistas via consulta online e distribuição de 10 mil kits contendo álcool 70° e máscara facial.
 
Jovem advocacia
 
Itallo lembra, por exemplo, que a jovem advocacia é um dos grupos mais afetados com a pandemia do COVID-19. “O início da carreira profissional é um grande desafio para qualquer pessoa. Na advocacia, se aprende desde cedo a importância sobre as relações sociais e as oportunidades de se demonstra a capacidade de trabalho, porém a pandemia impôs um cenário diferente, uma nova forma de relacionar com as pessoas e com o trabalho”.
 
Ainda de acordo com ele, é neste momento que as entidades de classe podem auxiliar, promovendo a troca de experiências daqueles que já trilharam algum caminho com os que estão iniciando a sua caminhada.
 
“Muitas advogadas e advogados ainda se lembram de seus primeiros anos, da advocacia de correspondência, das idas e vindas aos fóruns e tribunais. Hoje, este caminho não está mais nos primeiros passos dos profissionais que ingressam na advocacia” lembrou ele.
 
Ele ressalta que o início de carreira de um jovem advogado hoje não é comum, com os desafios corriqueiros. “Estamos falando do desafio de superar as dificuldades para manter o próprio sustento. Conhecida como uma das carreiras mais tradicionais do Brasil, a advocacia real é tradicional também no seu modo de ser, um modo extremamente desafiador no cenário de pandemia, diga-se de passagem”.
 
Para Itallo, a suspensão de prazos processuais, fóruns e tribunais fechados em medidas de restrição para a contenção do coronavírus significam, na prática das advogadas e advogados “salários atrasados”.
 
“Infelizmente sem poder acelerar os processos, dar o devido encaminhamento, boa parte dos profissionais da advocacia não conseguem receber seus honorários”, afirmou.
 
Outro efeito da pandemia, de acordo com o presidente da CAA-MT, foi o fato de empresas encerrarem suas atividades representando, também, perda de clientes para a advocacia.
 
“O papel de assistir a esses profissionais em um momento tão difícil mostra quantas fragilidades ainda precisamos superar. E, nesse caminho de descobertas, a CAA/MT é a casa da assistência aos profissionais da advocacia, o espaço onde cada advogada e advogado podem buscar esse apoio, seja na troca de experiências ou no amparo social”, finalizou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet