Olhar Jurídico

Segunda-feira, 26 de julho de 2021

Notícias / Civil

suposto favorecimento

MP do Espírito Santo recebe informação sobre direcionamento de licitação em MT; Carvalho vê acusação infundada

Da Redação - Arthur Santos da Silva

12 Abr 2021 - 10:06

Foto: Reprodução

MP do Espírito Santo recebe informação sobre direcionamento de licitação em MT; Carvalho vê acusação infundada
O Ministério Público no Espírito Santo recebeu informações sobre suposto esquema de fraude em licitação em Mato Grosso comandado pela empresa chinesa Dahua, através Projeto Águia, que está em processo de implementação. O secretário de Casa Civil, Mauro Carvalho, confirmou que o Projeto Águia existe e ainda está em fase de desenvolvimento. Porém, não há edital ou contratação de empresa. A acusação, conforme o membro do governo, seria infundada.

Leia também 
Justiça manda filho de Silval cumprir pena; recolhimento domiciliar e comprovante de trabalho entre obrigações

 
Informação inicialmente divulgada pelo Jornal A Gazeta mostra que o Ministério Público do Espírito Santo está investigando um suposto favorecimento à Dahua em licitação de R$ 139 milhões para aquisição de um sistema de câmeras de monitoramento pelo governo capixaba.  Consta informação de que a empresa investigada estaria agindo da mesma forma em processo licitatório do governo de Mato Grosso.
 
Em, MT, a empresa estaria agindo para realização de termo de referência para garantir que somente os equipamentos fornecidos pela Dahua pudessem ser aceitos, o que significa fraude por direcionamento de licitação.
 
Levantamento inicialmente feito pelo Jorna A Gazeta no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso apontou que uma empresa representante da Dahua no Estado possui dois contratos vigentes com a secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e Segurança Pública (Sesp) no valor de R$ 1.908.244,16 e R$ 330.736,75, respectivamente.
 
O secretário de Casa Civil, Mauro Carvalho, afirmou nesta segunda-feira (12) que o Projeto Águia ainda está em fase de desenvolvimento. Não há edital ou contratação de empresa. A acusação, conforme o membro do governo, seria infundada.

Outro lado

A Dahua Technology Brasil, em resposta às informações veiculadas, vem esclarecer que não mantém contratos no MT ou Ceará. Na licitação no Espírito Santo, a Dahua é uma das empresas integrantes do Consórcio finalista de um procedimento que ainda está em andamento. Este procedimento licitatório segue sob o mais alto nível de controle e fiscalização estatal e social, além da própria vigilância promovida pelas empresas concorrentes.

Por se tratar de um projeto de grande importância ao Estado do Espirito Santo, especialmente por voltar-se ao combate a crimes, como sonegação fiscal, descaminho, entre outros, é certo que haveria e há muitos interesses contrários à sua implementação, por isso, não só a Dahua, como o Pregão e as autoridades públicas envolvidas, vem sendo atacados diariamente com inverdades, tudo feito sob o forte intuito de tentar denegrir a imagem da empresa e a lisura do procedimento em andamento.

A Dahua é uma empresa multinacional, global, com forte capacidade competitiva e concorrencial.

A companhia, em âmbito mundial, age e sempre agiu em estrita observância às normas legais e se coloca à disposição das autoridades competentes para elucidar quaisquer questões que eventualmente sejam do seu conhecimento e estejam relacionadas ao processo licitatório em questão, bem como a qualquer esclarecimento sobre sua atuação no Brasil.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet