Olhar Jurídico

Domingo, 29 de maio de 2022

Notícias | Eleitoral

peça de Emanuel

Abílio tenta suspender propaganda que acusa desvios na Assembleia de Deus

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Abílio tenta suspender propaganda que acusa desvios na Assembleia de Deus
Os advogados do candidato ao cargo de prefeito de Cuiabá, Abílio Junior (Podemos), acionaram a Justiça Eleitoral buscando suspender propaganda do atual gestor em busca de reeleição, Emanuel Pinheiro (MBD), que acusa suposto desvio de recursos da Igreja Assembleia de Deus.
 
Leia também 
Justiça Eleitoral veda participação de sindicalista e suspende propaganda de Emanuel


Conforme a peça publicitária, pessoa não identificada afirma: “eu trabalhei muito tempo na igreja Grande Templo como motorista, recebia ordens diretamente do Abílio, e muito delas era pra levar materiais que era comprados na Todimo, para uma mansão, uma casa grande que ele tinha lá no Jardim Califórnia. Os materiais era pra Igreja e ele pedia pra levar pra lá e deixar na casa”.
 
A citada peça publicitária afirma ainda: “Isso é corrupção! Se Abílio fez na Igreja, imagina na Prefeitura!”. Os advogados de Abílio salientam que a “propaganda combatida lança mão de fatos sabidamente inverídicos, com conteúdo calunioso, difamatório e injurioso”.
 
Na ação, há pedido liminar para que seja determinada a imediata suspensão da propaganda combatida. Ainda na fase inicial, Abílio requereu direito de resposta. No mérito, há requerimento para que a Justiça torne definitiva a proibição da divulgação do conteúdo.
 
Ação será julgada pelo 1ª Zona Eleitoral, liderada pelo magistrado Geraldo Fidelis.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet