Olhar Jurídico

Segunda-feira, 08 de março de 2021

Notícias / Eleitoral

Abílio aponta ação de servidores para beneficiar Emanuel e pede cassação de registro

Da Redação - Arthur Santos da Silva

23 Nov 2020 - 10:41

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Abílio aponta ação de servidores para beneficiar Emanuel e pede cassação de registro
Candidato ao cargo de prefeito de Cuiabá, Abílio Junior (Podemos) propôs ação de investigação judicial eleitoral em face do atual gestor em busca de reeleição, Emanuel Pinheiro (MDB). A ação pede a cassação do registro de candidatura de Emanuel e seu vice, Stopa.

Leia também 
Governador questiona necessidade de aprovação do Legislativo para alienação de terras públicas

 
O que se pretende demonstrar pela presente ação é a “afrontosa” conduta eleitoral vedada promovida por servidores públicos municipais comissionados, lotados em cargos de chefia, apoiadores da reeleição de Pinheiro.
 
Conforme os autos, comissionados em cargo de chefia estão proferindo ameaças aos demais servidores públicos “sob a batuta de suas privilegiadas posições hierárquicas na estrutura pública municipal”.
 
Áudio anexado no processo aponta que servidora pública comissionada na Coordenadoria Técnica de Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde e servidor público comissionado na Coordenadoria Técnica de Supervisão Regional Norte da Secretaria Municipal de Saúde promoveram, no local de trabalho, uma reunião política em prol da campanha eleitoral de Emanuel.

Os servidores foram identificados como Miriam de Fátima Nascheveng Pinheiro e Gilson Guimarães de Souza. Conforme informado pela assessoria de imprensa de Abílio Junior, Miriam seria prima de Emanuel Pinheiro. 
 
Segundo transcrição, um dos envolvido disse durante a reunião: “quero aqui pedir para vocês, que nós agora que unir tá, por que cada um daqui de vocês, eu sei que a maioria não é concursado e mesmo aqueles que são concursados dependem do plus que recebem a mais tá”.
 
“E eu já falei lá, eu vou ser uma pedra no sapato de todo mundo aqui, vocês me desculpem porque eu sou estressada, eu sou prática, eu sou ligeira tá, eu não gosto de nada enrolado, e nós vamos pra rua a partir das 18h todo mundo, por que todo mundo precisa do cargo aqui, não é pressão psicológica”. Confira o conteúdo completo ao final do texto.
 
Conforme os advogados de Abílio, houve uma reunião após encerrado o primeiro turno das eleições, na semana entre o dia 16 e o dia 19 de novembro, com o objetivo de beneficiar o candidato Emanuel Pinheiro, realizada em um imóvel pertencente à administração.
 
A ação pede a cassação do registro de candidatura de Emanuel e seu vice, Stopa.
 
Confira a transcrição:

“Hein, nós estamos hoje, eu estou vindo de uma eleição em Várzea Grande, infelizmente não fui vitoriosa, mas em parte fui! Mas eu não aceito esse tipo de vitória não, vitória que se perdeu não é vitória, né. Mas eu vim com o gás todo, apesar de ter participado 45 dias do pleito lá, vim, to super cansada, mas não vou descansar, vou descansar só no dia 30 de novembro... e dia 29 da eleição às 21:00 horas, e se Deus quiser Emanuel vai tá de novo eleito, então eu quero aqui pedir para vocês, que nós agora que unir tá, por que cada um daqui de vocês, eu sei que a maioria não é concursado e mesmo aqueles que são concursados dependem do plus que recebem a mais tá. Então, gente, se a gente não lutar aqui, de unhas e dentes, largar um pouco aquele comodismo ... ‘A Mariana vai tá lá fazendo pra mim, a não, deixa ela fazer’, se a gente não para de pensar dessa maneira tá, nós não vamos chegar a lugar nenhum! E eu já falei lá, eu vou ser uma pedra no sapato de todo mundo aqui, vocês me desculpem porque eu sou estressada, eu sou prática, eu sou ligeira tá, eu não gosto de nada enrolado, e nós vamos pra rua a partir das 18h TODO MUNDO, por que todo mundo precisa do cargo aqui, não é pressão psicológica, uma já lá da reunião já falou que não vai, foi sincera tá, eu já sei que com ela eu não vou poder contar tá, e também é uma consequência dela né, ela que tá falando então eu quero tipo assim sinceridade, ela que tá falando, eu quero tipo assim sinceridade e vamos par a rua depois das 18h. Não tem filho pequeno, tem o marido (traz o marido), tem a mulher... paga, tem vó, a criança não vai ficar, não tem Conselho Tutelar que vai tirar a criança de vocês por 13 dias tá, não tem marido ciumento, não tem nada vamos para a rua mesmo. Gente e é assim, falar eu voto mas e aí, seu voto, nãoooo seu voto, é abrir a boca gente, é igual falar, é tirar a bunda da cadeira, por que ano que vem, se aquele trambiqueiro (LOUCO) ganhar TODO MUNDO VAI PARA A RUA, todo mundo ... fala ai meu cargo... é o cargo de todo mundo aqui, a maioria aqui tem emprego, todo mundo tem benefício, todo mundo entra a hora que quer, ninguém cobra nada de vocês horário, todo mundo tem horário para colégio, todo mundo tem benefício aqui, então a gente tem que lutar agora, não é isso de entre o bem e mal não, é que política e antipolítica, porque ele está sendo antipolítico você entendeu? Aqui é o melhor ambiente pra trabalha gente, aqui é o melhor lugar para a gente trabalhar, não é verdade Suelen? Melhor ambiente! Aqui ninguém tira prêmio porque foi no médico, ninguém tira prêmio porque chegou três horas da tarde, não desconta salário de ninguém aqui dentro, entendeu!? Não tem ponto para ficar cobrando vocês aqui dentro... então se a gente não acordar agora e deixar para acordar ano que vem, ano que vem tá todo mundo na rua, é isso que vai acontecer! É isso que foi declarado pela boca dele... ou então uma gestão truculenta igual ele faz no no ... tem um colega meu que trabalha com ele no gabinete, é truculento, truculento mesmo, sem respeito gente, ele vai colocar um secretário de saúde aqui... QUEM QUE VAI FICAR NO MEU LUGAR AI?? Ninguém sabe. Quem que vai ficar no lugar de Suelen? As vezes a gente tem uma hora de raiva né.... Não, e outra, mesmo se o Emanuel ganhar trocar eu de cargo por outro eu não to nem aí... Gente eu to preocupada com a cidade, eu to preocupada com o que foi construído até hoje, tudo vai por água baixo. Você imagina o que vai virar essa cidade, uma pessoa que não tem equilíbrio nenhum, pode ter a segunda onda da pandemia ai, como que uma pessoa sem equilíbrio, ele mesmo falou que se fosse na época dele, se ele tivesse como Prefeito que nunca que ele tinha fechado a cidade, tinha deixado tudo aberto, tinha morrido metade da cidade, mas 100%. A gente tem que prestar atenção nas conversas, que é dito, que é falado, então a gente tem que se conscientizar. Tá preocupado na segunda onda que vem ai do vírus né gente, e outra coisa, então a estratégia inicialmente é essa, nós vamos nos reunir hoje com os enfermeiros de Policlínicas, UPA e Postinho as 19:00h a partir desse momento, amanhã região norte, leste e rural, três hoje, tanto ela como eu tá, vamos montar estratégia, amanhã vai ser com a sul e com a oeste, Policlínica, UPA e Básica. A partir de hoje reuniu com essa turma eu vou ser bem exigente, amanhã essa turma já vai para a rua, que que é rua? Vão pegar são 50/60 pessoas que eu sei que é isso tá e vão visitar, vão fazer grupo... ‘ai eu vou ficar na minha toca’. Não! Ninguém vai ficar na sua casa, no seu bairro não, eu vou ser um calo no sapato de vocês, vocês me desculpam, depois a gente pede perdão tá, mas eu vou ser uma pedra no sapato de vocês! Vou perguntar Erica porque você não veio ontem Erica, (ó isso aqui é pedra no sapato mesmo, falei um A para ela ficou zangado comigo não cheguei nem no B, já to na lista negra) Erica porque você não veio? A porque estava com dor de barriga, tem banheiro! A gente tem que sair do muro tá, sai do muro e arregaçar as mangas, não ficar sentado esperando a Erica voltar para vocês, abrir a boca, falar com o vizinho, com parente, com porteiro, com a vó, e amanhã a partir das, fecha aqui seis horas a turma já vai tá, cada um tem seu carro, quem não tem monta no carro de outro, hoje essa turma da base da secundária vai juntar com a turma do Santa Isabel lá na região oeste, nós vamos pra lá gente, vem de tênis, vem de ... ó minha unha, são 2 semanas, 13 dias Mirian, é tênis, é calça, eu só pintei meu cabelo porque tava com vergonha dele de tão feio que tava, mas olha minha unha não tive tempo tá, não to nem ai, meu rosto queimou todinho olha aqui como tá preto em volta entendeu, então... A lista dos bairros, não, mas isso vamos montar estratégia, vai todo mundo, gente larga de preguiça, preguiça, larga de desculpa, Erica to dando exemplo porque você está na minha frente. (risos) Erica plantão, mas eu sei que amanhã Erica não tá de plantão ela tem que tá aqui, sair todo mundo daqui, gente eu vou ser uma pedra no sapato de vocês me desculpa, nós vamos andar no Santa Isabel fechou Santa Isabel, “a eu quero ficar lá no meu bairro, lá no novo horizonte” não, o nosso itinerário é hoje no Santa Isabel é, a região norte vai fazer lá, região oeste vai fazer aqui vai ter um coordenador que vai ficar de olho na equipe tá, então nós vamos dividir, pode até falar Erica mora lá no norte, ela pode ir pra lá, ‘Gilson a Erica ta indo aí pra ficar com sua equipe aí, dá presença pra Erica tá.’ Mariana mora ali no novo terceiro ela vai fazer toda aquela região e querendo ou não querendo, deixa seu filho com sua mãe, deixa seu filho com seu marido, qualquer um, mas ela vai ter que estar lá, são duas semanas, andar de casa em casa, que nada melhor que um vermelho que ta lá no novo terceiro junto com você, eu conheço um monte de gente que conheci na minha campanha, uma turma maravilhosa lá do novo terceiro que eles largavam lá e ia comigo lá no Souza Lima, elas já falaram aqui para mim, não ganharam um real meu, eles vão ficar tudo comigo, ta aqui louquinho não param de me ligar, já me ligaram ‘que horas que nós vamos andar, que horas que nós já vamos andar’ entendeu, então, assim, eles conhecem tudo ... o que vocês forem andar com a Miriam prepara, prepara por que eu não sou brincadeira, ai vai de casa em casa, ai a reunião que é de indústria alguma coisa assim ai vamos mandar o Serginho que é, que não está trabalhando, ai a gente vê as pessoas que não estão trabalhando. Panfletagem, hein, sugeri que as pessoas voluntárias, hoje nós vamos descobrir quem tá de férias, quem tá de licença, para a gente colocar para panfletar lá no CPA4 lá dentro do terminal, nas ruas ... eu panfletei na época do Emanuel, panfletei em um monte de lugar, nas praças que não tinha entrosamento com ninguém aqui na secretaria de saúde, eu panfletei lá na Ipiranga, panfletei lá na República, panfletei no terminal ali da Bispo, então vamos colocar gente panfletando que quanto mais gente divulgar, adesivando ali no Choppão, podemos fazer um QG ali uma noite né, fazer uma blitz tipo numa sexta-feira com adesivaço, passar de mesa em mesa que é só jovem, no domingo na estrada da chapada lotado é muito carro é um lugar legal para panfletar. Gente vamo, vamo vestir a camisa, gente outra coisa, gente vocês entenderam ... todo mundo aqui precisa de emprego ou tem gente que é casado com marido rico ou mulher rica? Ninguém é! (risos) Gente eu vou falar uma coisa de coração para vocês, eu tenho emprego no Estado e no Município, mas eu amo isso aqui, senti uma falta incrível, eu perguntava ‘ai meu Deus do céu, aqui para mim é o melhor lugar para trabalhar’ entendeu, eu amo entendeu, se eu tiver que sair daqui e voltar para o Estado e voltar para Várzea Grande, Várzea Grande eu corro, peguei ranço de Várzea Grande e São Mateus vou me mudar de lá já, não quero mais saber daquele povo.” GILSON GUIMARAES DE SOUSA: “Gente só para vocês entenderem rapidinho, é foi criado um grupo tá, esse grupo é um grupo de estratégia para o Emanuel, então esse grupo nós fazemos parte desse grupo tá, então esse grupo não é só um grupo ... nós fazemos parte da saúde, mas esse grupo é geral de todas as secretarias tá, então vai ter materiais que vão ser fornecidos para a gente, por que como agente nesse momento quer aproximar, quer falar, não é só entregar um panfleto e falar vote 15, mas aproximar a pessoa, falar o que realmente essa gestão fez não só da área da saúde, mas também de outras secretarias né, o que foi feito, então para que algumas pessoas que tenha essa facilidade de falar, conhece né o que gestão já fez, talvez não tenha tanto esse conhecimento vai ser criado tá material padronizado para todas as secretarias, então tudo o que a gestão fez, vai ta nesse material que vai ser fornecido já, já estão rodando esse tipo de material, para que a gente possa estar falando a mesma língua, a gente ta falando de uma forma padronizada tá, outra coisa que foi destaque, da gente trabalhar muito a rede social, nesse primeiro momento, qual o primeiro passo, todos aqueles que estão com o Emanuel, todos aqueles que estão nessa caminhada, vai fazer o monitoramento da rede de quem está tá, vai trocar já a imagem. E a gente quer o sistema de que, já ouviu falar de multinível né, esse sistema multinível, sistema binário, e a gente quer isso, que uma pessoa possa repetir para duas, de duas para quatro, de quatro para seis e assim a gente consegue um alcance bem maior, tá então a rede social já foi comprovado que na rede social a gente tá perdendo a população jovem, a população jovem o Abilio pegou essa camada da sociedade porque são pessoas que estão mais antenadas de sistema, então a gente ta tentando buscar as pessoas que tem gente mais jovem dentro de casa, filho, sobrinho que possa né tá orientando e passando informação, as vezes você recebe o material não sabe mexer muito bem, mas passa para ele e fala ó divulga na sua rede que você tem seus seguidores, e ele também participar desse processo, porque na verdade querendo ou não essa pessoas que estão lá e fazem parte da nossa família são pessoas que de alguma forma podem ser codependente nossa, então se eles ajudarem lá eles vão estar nos ajudando aqui, mantendo essa gestão aqui e a gente vai manter essa caminhada que a gente ta até hoje. Tá, então vai ser sincronizado, vai ser uma agenda coletiva, vai ser criado agenda, ó, hoje e essa questão que você tinha falado já ta fazendo o levantamento dos bairros, hoje à tarde já vai estar com o levantamento dos bairros que ele foi mais vulnerável, o Emanuel, aqueles que ele teve menos votos, que serão os bairros que a gente vai priorizar, então a gente vai fazer uns arrastões, vai no bairro, vai pegar lideranças ali, nós da área da saúde vamos trabalhar muito, UPA, Policlínica, pegar as unidade básicas de saúde, os centros odontológicos, então toda essa parte, nós como Secretaria de Saúde vai ter esse olhar mais atento para essa área. Então, assim, todo material que a gente tá produzindo é um material padronizado, então a gente vai tentar fazer um trabalho com esse tipo de material tá, outra coisa é não trabalhar com ofensa ao candidato oposição, toda vez que a gente coloca alguma coisa que seja destrutivo a gente evidencia, a gente tem a questão de associação de imagem, então a pessoa quando olha a imagem ela lembra do 19, então a gente quer tirar isso ai e colocar em evidência o que é nosso e tirar de evidência daquilo que é a nossa oposição. Mais coisas serão feitas, tudo o que o grupo passar, decidir e tiver nessa caminhada mudanças na estratégia a gente vai estar recebendo e passando para vocês também tá, a gente só precisa da colaboração, são duas semanas de muito trabalho mesmo, muita correria para que lá na frente a gente possa estar colhendo esses frutos. Hein gente, outra coisa, vai ter adesivaço agora AQUI às DUAS horas, quem tiver com carro adesivado com vereador, por favor tira e coloca só o do Emanuel pra destacar melhor”.
 
Outro lado

O prefeito de Cuiabá e candidato à reeleição, Emanuel Pinheiro (MDB), informa que a denúncia realizada na tarde de hoje (20), não é verídica. A senhora Miriam de Fátima Nascheveng Guimarães Pinheiro não é servidora do município de Cuiabá. Ela reside em Várzea Grande onde possui o seu domicílio eleitoral. Foi exonerada da rede municipal de Saúde para concorrer a cargo eletivo pela cidade de Várzea Grande em 14  de agosto de 2020.

Portanto, os fatos narrados dizem respeito a uma iniciativa exclusivamente pessoal, ação de uma cidadã sem nenhum vínculo com o Poder Público Municipal da Capital.
Nesta oportunidade, Pinheiro reafirma que cabe, exclusivamente à ela, responder por seus atos e que jamais coadunará com medidas que transgridam os princípios éticos da gestão publica e da democracia.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet