Olhar Jurídico

Quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Notícias / Geral

Desembargadores sugerem reeleição e eleição direta para presidência do TJMT

Da Redação - Vinicius Mendes

10 Ago 2020 - 11:45

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Desembargadores sugerem reeleição e eleição direta para presidência do TJMT
O biênio do desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha na presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) se encerra este ano. Na iminência do fim deste período, desembargadores apresentaram sugestões, pela reeleição de Carlos Alberto, mas também pela realização de eleição direta, para que juízes e juízas também participem da escolha.

Leia mais:
STF nega ação de associação contra base de cálculo de alíquota previdenciária para escrivães aposentados

Em outubro de 2018 os desembargadores Carlos Alberto Alves da Rocha e Maria Helena Gargaglione Póvoas foram eleitos presidente e vice-presidente, respectivamente, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso e Luiz Ferreira da Silva o corregedor-geral da Justiça para o biênio 2019/2020. A posse ocorreu no mês de dezembro daquele ano.

O TJMT agora está próximo de escolher quem irá compor a direção do Poder Judiciário de Mato Grosso para o biênio 2021-2022. De acordo com a assessoria do TJMT, o desembargador Márcio Vidal sugeriu uma possível reeleição do atual presidente, desembargador Carlos Alberto Rocha. A sugestão foi apoiada pelos desembargadores Luiz Carlos da Costa, Maria Erotides Kneip e Helena Maria Bezerra.

Ainda segundo o TJ, junto com a emenda regimental de reeleição o desembargador Sebastião de Moraes Filho propôs a possibilidade de eleição direta para os cargos de presidente e vice-presidente do Judiciário de Mato Grosso, para que assim, além dos desembargadores, juízes e juízas também participem da escolha.

O magistrado também pediu que as emendas sejam apreciadas pelo Pleno do TJ, com a presença dos 30 desembargadores, e não pelo Órgão Especial, que é composto por 13 desembargadores.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet