Olhar Jurídico

Terça-feira, 27 de outubro de 2020

Notícias / Criminal

Justiça retira tornozeleira de ex-superintendente da Sema acusado de fraudar sistema

Da Redação - Arthur Santos da Silva

20 Jul 2020 - 14:01

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Justiça retira tornozeleira de ex-superintendente da Sema acusado de fraudar sistema
A juíza Ana Cristina Mendes, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, determinou a retirada da tornozeleira eletrônica instalada no ex-superintendente da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), João Dias Filho. Ele é réu em processo proveniente da Operação Polygonum.

Leia também 
Ex-secretário de Meio Ambiente está livre de tornozeleira eletrônica

 
A mesma ação também julga o ex-secretário de Estado de Meio Ambiente, André Luis Torres Baby. O grupo denunciado inclui ainda Alan Richard Falcão Dias, Guilherme Augusto Ribeiro, Hiago Silva de Queluz, João Felipe Alves de Souza, Brunno César de Paula Caldas e Márcio José Dias Lopes.
 
Envolvidos respondem pelos crimes de Constituição de Organização Criminosa no âmbito da Sema e inclusão de dados falsos em sistema informatizado de Cadastros Ambientais Rurais (CARs).
 
Ao revogar o monitoramento eletrônico, Ana Cristina relembrou que os crimes imputados a João Dias são Gravíssimos. Na suposta organização criminosa, ele estaria abaixo apenas de Torres Baby.
 
A magistrada, porém, argumentou que é o ex-superintendente  é “pessoa tecnicamente primária, possui renda lícita e residência fixa”. “Assim, excepcionalmente, defiro o pedido de revogação da medida cautelar de monitoramento eletrônico, imposta ao acusado João Dias Filho.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet