Olhar Jurídico

Domingo, 09 de agosto de 2020

Notícias / Criminal

Promotor solicita prorrogação de quarentena em Cuiabá e VG por mais sete dias

Da Redação - Arthur Santos da Silva

15 Jul 2020 - 15:10

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Promotor solicita prorrogação de quarentena em Cuiabá e VG por mais sete dias
O promotor de Justiça Alexandre de Matos Guedes afirmou ao Olhar Jurídico que vai requerer novamente a extensão, por mais sete dias, da quarente obrigatória em Cuiabá e Várzea Grande. O pedido, segundo o membro do Ministério Público de Mato Grosso (MPE), será feito nesta quarta-feira (15).

Leia também 
Justiça nomeia provisório para ocupar lugar do pastor Sebastião na presidência da Assembleia de Deus

 
O juiz da Vara Estadual da Saúde de Mato Grosso, José Luiz Leite Lindote, já havia prorrogado por sete dias a quarentena, em decisão estabelecida em nove de julho. O desejo do MPE, porém, é que o fechamento dos serviços não essenciais dure por mais uma semana.
 
Além do fechamento das atividades não essenciais, está proibida qualquer atividade de lazer ou evento que cause aglomeração, tais como shopping center, shows, parques, jogos de futebol, cinema, teatro, bares, restaurantes, casa noturna e congêneres, festas e confraternizações familiares e congêneres, ainda que realizadas em âmbito domiciliar.
 
Cuiabá e Várzea Grande foram classificados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) como de alto risco para a disseminação do novo coronavíus. A SES notificou, até a tarde de terça-feira (14), 29.918 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso e um total de 1.157 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado, sendo 52 mortes nas últimas 24 horas. 
 
Lindote deve marcar nova audiência de conciliação para a quinta-feira (16) e solicitar a presença de representantes do Estado, dos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, e do Ministério Público.

39 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • rodolfo
    17 Jul 2020 às 15:18

    Baseado em que estudo cientifico esse fechamento? eu achei que os poderes era Independe. O judiciário esta gostando do protagonismo da situação. Agora o vírus respeita ordem e fronteira. O Hospital Central de Mato Grosso com obra parada a mais de 30 anos, cade MP, a justiça.

  • Tânia
    17 Jul 2020 às 14:34

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Mary
    17 Jul 2020 às 10:47

    Pra que se fica só na teoria? Não está sendo cumprido. De um lado os poucos que atendem e fecham as lojas. De outro a maioria que não está nem aí. Não está funcionando. Mudem esse tipo de intervenção. Ou faz de verdade valendo p todos ou faça de outra maneira.

  • Beto ana
    16 Jul 2020 às 20:56

    Tem adiantado? As ruas estao cheias! VERGONHA. Prejudicar só alguns comerciantes...

  • Ludmila
    16 Jul 2020 às 18:52

    Na minha opinião tanto o promotor e o juiz não estão tomando medida nenhuma com base em estudos, concientização, estatísticas que irão ajudar ou reduzir o contágio e proliferação do Covid, muito pelo contrário, estão levando os comerciantes de bem a ruína, funcionários estão sendo demitidos, a prova disso foi o primeiro DECRETO que durou 44 dias, este último 22 dias até agora, qualquer médico e perito no assunto é capaz de confirmar que os infectados estão atendendo um prazo de reclusão de 14 dias após a manifestação dos sintomas, sendo assim a conta destas medidas impostas pela lei além não bater vai afundar ainda mais a economia e agravar a proliferação. Fato, falo com propriedade pois fui diagnosticada e tratada em casa, venci o covid e não foi graças a judiciário, legislativo, já meu comércio está com os dias contados, uma tristeza sem fim pra população que depende do seu suor, trabalho e esforço pra sobreviver.

  • kbça pensante
    16 Jul 2020 às 18:27

    É visível a postura refratária do nosso prefeito, que vem fazendo, literalmente, corpo mole para cumprir a ordem judicial (um exemplo são as barreiras sanitárias). Por mim, nesses últimos 7 dias deveriam fechar absolutamente tudo, até posto de combustível... Com certeza essa quarentena obrigatória, mesmo tendo sido muito mal executada (pelo prefeito), irá surtir algum efeito perante os números.

  • Trabalhador
    16 Jul 2020 às 14:12

    Passar vai passar eu creio ,mas precisamos ter consciência a coisa é séria, sem leitos hospitais lotados fiscalização nas ruas avenidas no centro de Cuiabá o povo circulando achando que está tudo bem, fiscalização polícias na rua uma abordagem explicar porque o povo precisa de conscientização se podemos ficar em casa porque não atender o decreto isolamento, para podemos voltar reabrir tudo mas tem muita gente passeando achando tudo lindo trabalhador desesperado então fiscalização nas ruas encaminhar o povo pra dentro de casa e assim possamos evitar mas mortes.

  • Zuleica
    16 Jul 2020 às 12:13

    Tá complicado hein gente! Realmente não entendo a necessidade de manter o comércio fechado, uma vez que, os comerciantes (conscientes) o que entendo ser a grande maioria, dependem disso para a sua sobrevivência, estão tomando todas as medidas necessárias exigidas pela secretária de saúde (uso de máscaras, álcool gel, luvas, etc.). Ao meu entender o problema não é o comércio, mas sim a população que não respeita o outro e continuam fazendo suas festinhas. Assim como a prefeitura que não toma uma atitude decente que de fato seja pautada na melhoria e bem estar do Ser humano. Então eu pergunto. PRA QUÊ MANTER O COMÉRCIO FECHADO, se o problema não está dentro do comércio? Estou indignada com tamanha falta de respeito por conta de uns e pelos políticos que se pensam em si.

  • Algemiro
    16 Jul 2020 às 10:32

    É preciso prolongar por mas sete dias a quarentena se liberar o número de contaminados vai triplicar.

  • Cuiabano
    16 Jul 2020 às 09:23

    Nao entendo esse fechamento!!! Muitos abrem e outros nao, a circulacao nas ruas ta normal, carmindo de campos tudo aberto. O que pode ou nao pode!!! Ta um faz de conta

Sitevip Internet