Olhar Jurídico

Terça-feira, 04 de agosto de 2020

Notícias / Civil

Disputa pela administração da Igreja Assembleia de Deus vai parar na Justiça

Da Redação - Fabiana Mendes e Vinicius Mendes

14 Jul 2020 - 11:05

Foto: Reprodução

Disputa pela administração da Igreja Assembleia de Deus vai parar na Justiça
Com a morte dos pastores Sebastião Rodrigues e seu filho Rubens Ciro, presidente e vice da Convenção Estadual da Igreja Evangélica Assembléia de Deus (Comademat), respectivamente, iniciou-se uma disputa pela liderança. A situação foi parar na Justiça e uma liminar pede que o pastor Enesio Barreto Rondon assuma o cargo de administrador provisório até que transcorra todos os trâmites internos e demais formalidades legais.

Leia mais:
Último adeus a pastor Sebastião tem cortejo pela cidade, cemitério lotado, homenagens e mensagem de Bolsonaro; fotos

Conforme apurado por Olhar Jurídico, a disputa seria entre a cúpula do Estado, formada por 12 pastores de diferentes municípios que compõem a Diretoria Estadual da Igreja. Eles querem que o filho do pastor Sebastião assuma o cargo. De outro, pastores de Cuiabá que não aceitam e alegam que ele não preenche os requisitos básicos ligados a doutrina da Igreja, para um líder religioso.

Com isso, o tesoureiro Gutemberg Brito Junior entrou com pedido na Justiça para que o pastor Enesio assumisse a administração. No pedido, é argumentado que a atual conjuntura do país exige que sejam tomadas várias medidas, de forma até mesmo urgente, para que os negócios sociais não sofram de maneira irreparável, o que, em último caso, poderá impossibilitar a continuidade das atividades da pessoa jurídica.

Além disso, em perigo de demora, a falta de administrador poderia ocasionar um bloqueio das contas bancárias da Igreja e suspensão do cadastro junto à Receita Federal, situações que produziria “danos irreparáveis a organização religiosa”.

“Sem a nomeação de administrador provisório, e aguardando-se o costumeiro desenrolar da presente demanda, ao fim e ao cabo, poderá ser que a Igreja sequer tenha condições financeiras e administrativas de continuar suas atividades”, diz trecho do pedido feito pelo advogado Maury Borges da Silva nesta segunda-feira (13).

Contudo, a juíza em substituição da 9ِº Vara Civil de Cuiabá, Sinii Savana Bosse, pediu que o pastor Enesio comprove a aceitação ao cargo, já que no pedido não consta narrativa autoral.

“Posto isso, e sem mais delongas, determino que o autora, no prazo de 15 dias, proceda a emenda a petição inicial, afim de que comprove nos autos o aceite/anuência indicada, munidos das documentações pessoais necessárias, sob pena do seu indeferimento”, determinou.      

Procurado, o novo presidente Estadual da Igreja, pastor João de França esclareceu que Enesio irá ficar no cargo de interino até novas eleições. E que o filho de Sebastião, Silas Paulo, foi indicado, mas deverá ser submetido a uma votação. “Ele foi indicado, mas tem que se submeter a uma votação. Então o Enesio não está disputando a presidencia, mas está como interino até que ocorra o prazo para assembleia geral”, disse.

Entenda

O pastor Sebastião Rodrigues de Souza, antigo presidente da Convenção Estadual das Assembleia de Deus do Estado de Mato Grosso e Vice-presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil, morreu no dia 8 deste mês em decorrência do coronavírus. Seu filho, Rubens Siro de Souza, vice-presidente da Codemat, também morreu vítima da mesma doença no dia 3.

58 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Márcio
    20 Jul 2020 às 14:19

    A polícia deve evestigar o sobrinho o nome é Robidon brunni

  • Antônio
    18 Jul 2020 às 17:56

    Desculpa me pastores, a briga não é por cargo, então porquê não aceitam ser trocado de campo, hora meus senhores a briga de vocês é grande a muito tempo mais chegou a hora de desmamar muitas crianças, acham que todo mundo é bobo, os doze pastores do campo que torcer pra pastor Silas ser o presidente são os mesmos que não aceitam ser trocado de igreja porque já julga ser dono dela deita e rola e se falar tá queimado

  • Clauderiete
    16 Jul 2020 às 06:31

    Aonde tem dinheiro envolvido dá nisso. A fé é pra quem tem.

  • Senhor
    16 Jul 2020 às 03:06

    Meu cachorro perguntou se essa briga é por dinheiro mesmo

  • Zezinho Pé Fofo
    15 Jul 2020 às 18:52

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Valdomiro Santiago Pantaneiro
    15 Jul 2020 às 11:06

    Ó meu senhor, peço encarecidamente que interceda junto a essas minhas ovelhas, que entre no coração destes varões e faça com que eles entrem em concenso e me permita dar continuidade a esta obra e me ponha a frente desta máquina de dinheiro, digo desta igreja. Amém...

  • Machado
    15 Jul 2020 às 08:57

    Era essa a preocupação, de como seria a AD apos a morte do Pastor Sebastião.

  • Antônio
    15 Jul 2020 às 07:50

    homens de Deus não briga por cargo, briga por almas que Satanás está escravizando, não são os senhores que diz que o crente não pode entrar na justiça contra nenhum irmão, isso só vale para os membros ou a mordomia cristã fala mais alto, andar de carrão sem sair um centavo do bolso, casa para morar e um alto salário, esqueci do que ensinam para a agreja que Deus tenha misericórdia de vocês pastores mais cuidado com as mãos de Deus....

  • Antônio
    15 Jul 2020 às 07:38

    é lamentável ver tudo isso acontecendo, homens que julga ser homem de Deus ensina os irmãos que não pode entrar na justiça contra nenhum irmão para não causar escândalo e eles mesmos não emporta com o escândalos faz o que eu mando mais não faz o que eu faço esses são os homens de Deus que vão se matando e condenando por causa de dinheiro é isso que querem menos almas para jesus, o cristão verdadeiro não briga por posição ora e Deus agir, cuidado com as mãos de Deus

  • JUJU CRISTÃO
    15 Jul 2020 às 07:37

    Toda essa briga é em nome de .... D... Meus bens. kkkkk

Sitevip Internet