Olhar Jurídico

Segunda-feira, 06 de dezembro de 2021

Notícias | Criminal

Operação Sangria

Justiça Federal retira tornozeleira de ex-secretário de Saúde acusado de fraudes

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Justiça Federal retira tornozeleira de ex-secretário de Saúde acusado de fraudes
O juiz Paulo Cezar Alves Sodré, da Sétima Vara Federal em Mato Grosso, determinou a retirada da tornozeleira eletrônica instalada no ex-secretário de Sáude de Cuiabá, Huark Douglas Correi, réu em processo proveniente da Operação Sangria. Decisão e da quarta-feira (4). 

Leia também 
Justiça autoriza compartilhamento de provas dos grampos em ação contra ex-primeira-dama

 
Inicialmente o processo tramitava na Sétima Vara Criminal de Cuiabá, sob responsabilidade da juíza Ana Cristina Gomes. Porém, foi enviado ao juízo Federal. Demais acionados no processo também foram beneficiados. 
 
A investigação da operação Sangria apurou fraudes em licitação, organização criminosa, corrupção ativa e passiva, crimes cometidos através de contratos celebrados com as empresas usadas pela organização, em especial, a Sociedade Mato-Grossense de Assistência Médica em Medicina Interna (Proclin), Serviços de Saúde e Atendimento Domiciliar (Qualycare) e Prox Participações.  
 
São réus na ação, além do ex-secretário municipal de Saúde Huark Douglas Correia da Costa, o ex-adjunto da pasta Flávio Alexandre Taques da Silva, os médicos Fábio Liberali Weissheimer e Luciano Correa Ribeiro, os empresários Adriano Luis Alves Souza e Celita Natalina Liberali Weisseheimer e aadministradora Kedna Iracema Fontenele Servo Gouvea.
 
Na decisão que revogou monitoramento eletrônico, Sodré esclareceu que os réus possuem emprego lícito, residência fixa e as testemunhas de acusação, que sentiam receio em prestar depoimento, já foram inquiridas.
 
Paulo Cezar Alves Sodré comentou ainda que após o envio do processo ao juízo Federal, se passaram sete meses sem novos atos instrutórios. O réus, então, não poderiam ser penalizados pela demora.
 
Apenas cautelar que impede contato entre os réus foi mantida.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet