Olhar Jurídico

Sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Notícias / Criminal

Defensoria pede liberdade de jornalista indiciado por estupro tentado e importunação sexual

Da Redação - Arthur Santos da Silva

03 Dez 2019 - 16:08

Foto: Olhar Direto

Defensoria pede liberdade de jornalista indiciado por estupro tentado e importunação sexual
A Defensoria Pública de Mato Grosso ofereceu habeas corpus pela liberdade do jornalista Leonardo Heitor, 38 anos, detido no dia 25 de novembro e indiciado por estupro tentado, importunação sexual, ameaça, gravação não autorizada da intimidade sexual e descumprimento de medida protetiva. O julgamento é aguardado.

Leia também 
Justiça recebe denúncia contra madrasta que matou enteada envenenada
 

Datado do dia 29 de novembro, o habeas corpus é assinado pela defensora pública Helleny Araújo dos Santos e aguarda julgamento do desembargador Juvenal Pereira da Silva, da Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).
 
Segundo informações da Polícia Civil, o suspeito foi investigado na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher por diversos crimes contra a dignidade sexual. Foram registrados dez boletins de ocorrências contra ele.

Os inquéritos, presididos pela delegada Nubya Beatriz Gomes dos Reis, serão remetidos ao Ministério Público Estadual para análise da possibilidade de oferecimento de denúncias e de outras representações cabíveis.

As diligências investigativas reuniram material probatório com oitivas de diversas testemunhas, análise de material coletado e quebras de sigilos que comprovaram que mensagens partiram de terminal telefônico registrado em nome do suspeito.

Os casos de menor complexidade foram encaminhados ao Juizado Especial da Capital, logo no início das investigações. A Delegacia da Mulher identificou registros de ocorrências de crimes sexuais contra o investigado no estado do Espírito Santo e no Distrito Federal. 

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rodrigo
    04 Dez 2019 às 07:20

    Sou pela castração e trabalho e forçados.

  • Flávia de Souza
    04 Dez 2019 às 00:19

    Affs eu morro se medo de homem assim solto na rua

  • Julia
    03 Dez 2019 às 16:22

    Gente como assim???? Ele mesmo confessou essas parada aí. Vote

Sitevip Internet