Olhar Jurídico

Sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Notícias / Criminal

‘Vaza Jato contribuiu para criar uma massa crítica’, diz ministro sobre derrubada de prisão em 2ª instância

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

08 Nov 2019 - 18:25

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

‘Vaza Jato contribuiu para criar uma massa crítica’, diz ministro sobre derrubada de prisão em 2ª instância
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, em visita a Cuiabá, nesta sexta-feira (8) afirmou que o vazamento de conversas do ex-juiz Sergio Moro e o promotor Deltan Dallagnol, que ficou conhecido como ‘Vaza Jato’, contribuiu para que a derrubada da prisão após condenação em segunda instância, que garantiu a soltura do ex-presidente Lula (PT), fosse aceita pela população.

Leia também
Gilmar Mendes visita HMC a convite de Emanuel e compara com hospitais da Alemanha


De acordo com o ministro, os diálogos vazados pelo site Intercept Brasil mostraram que muitos réus eram mantidos presos, ou tinham parentes detidos para serem constrangidos, fato que pode ter sido decisivo para o Supremo.

“Vocês viram, nessas informações da Vaza Jato, que muitas pessoas eram mantidas presas, ou se prendia parentes para constranger aquele que estava já preso. Mas em suma, eu tenho a impressão que a vaza jato certamente contribuiu para criar uma massa crítica em torno disso. Se foi decisivo ou não é difícil saber, mas o tribunal vinha refletindo sobre essa questão há muito tempo, e vem refletindo sobre isso”, explicou o ministro, deixando claro que a decisão de derrubada da prisão em segunda instância, não se restringe apenas ao ex-presidente.

“Quando a gente se centra só nessa questão da segunda instância, a gente se esquece de uma coisa. Nós temos no Brasil alguma coisa como 850 mil presos, dos quais 41% de presos provisórios. Quando eu falo em preso provisório estou falando em preso sem sentença, foi preso por uma ordem judicial e está sem condenação alguma. É um número muito grande, perto de 400 mil pessoas”, destacou.

Por 6 votos a 5, o STF decidiu derrubar a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância, alterando um entendimento que foi adotado desde 2016. A determinação ocasionou na soltura do ex-presidente Lula nesta sexta-feira.

Assim como Gilmar Mendes, também votaram contra a segunda instância os ministros Marco Aurélio Mello, Rosa Weber, Ricardo Lewandoviski, Celso de Mello e Dias Toffoli.

28 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ares
    11 Nov 2019 às 08:40

    Perigoso o ex presidiário fugir do país

  • Roberto
    10 Nov 2019 às 13:11

    Milhares de criminosos nas ruas, salve-se quem puder, pq o digníssimo ministro possui seguranças.

  • Dejabira Sampaio
    10 Nov 2019 às 00:23

    Vaza jato me lembra diarreia

  • Miranda
    09 Nov 2019 às 23:37

    Quem disse a esses ministros do STF que a população aceitou ou aceita o fim da prisão em segunda instância? Isso é conversa para boi dormir, conversa fiada, seu mal caráter...

  • CHIRRÃO
    09 Nov 2019 às 21:35

    Deveria se envergonhar ministro...por ir contra a vontade UNANIME do povo honesto deste país. A favor de soltar bandido.

  • Willian marcelo neves
    09 Nov 2019 às 08:47

    Wilson santots , Manoel Pinheiro e etc , vcs não acham que tem outras coisas mais importantes para sociedade ????

  • Cuiabano
    09 Nov 2019 às 08:46

    Olhem pra isso população se esses Prefeito e o filho dele merecem seu voto, olha quem eles apoiam, é esse tipo de políticos quem vcs querem que nos representam????

  • Tereza
    09 Nov 2019 às 07:51

    Ministro de porta cadeia e vindo a MT para ser prestigiado, uma vergonha, esse ministro não nos representa.

  • marcos
    09 Nov 2019 às 07:50

    Me Diga Com Quem Tu Andas,Que Direis Quem Tu és

  • Edilson
    09 Nov 2019 às 07:44

    Esta criatura é a maior vergonha que temos em MT, vergonha para o Brasil. Esta criatura não nós representa

Sitevip Internet