Olhar Jurídico

Quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Notícias | Criminal

Arca de NOé

Arcanjo desiste de Fabris como testemunha de defesa; Nininho deve indicar data

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Arcanjo desiste de Fabris como testemunha de defesa; Nininho deve indicar data
O bicheiro João Arcanjo Ribeiro desistiu do ex-deputado Gilmar Fabris como testemunha de defesa em processo na Sétima Vara Criminal de Cuiabá. Audiência, em ação proveniente da Operação Arca de Noé, estava prevista para ocorrer nesta sexta-feira (23). O juízo ainda aguarda manifestação do deputado estadual Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), também arrolado pela defesa.
 
Leia também 
Desembargador diz que 3.300 membros de facções criminosas estão presos em penitenciárias de MT


Nininho foi notificado sobre a possibilidade de oitiva nesta sexta. Porém, por prerrogativa de foro, o parlamentar pode concordar com a data ou indicar alternativas. Conforme explicado pela juíza Ana Cristina Mendes, ainda não houve manifestação.
 
As ações da Arca de Noé estavam paradas aguardando extensão de extradição autorizadas em 2018 após decisão da a Suprema Corte de Justiça Uruguai. Os casos versam sobre associação criminosa e peculato.
 
A operação foi deflagrada em 2002 pela Polícia Federal e desmantelou sistema financeiro à margem do oficial liderado por Arcanjo. O objetivo era, segundo o Ministério Público, desviar dinheiro por meio de empresas fantasmas e depois lavar as quantias nas factorings do bicheiro.

Atualmente Arcanjo está preso preventivamente em razão de mandado expedido na Operação Mantus, que combateu organizações criminosas atuantes no jogo do bicho.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet