Olhar Jurídico

Quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Notícias / Administrativo

Presidente da OAB-MT abre processo administrativo contra advogado acusado de agredir mulher

Da Redação - Arthur Santos da Silva

01 Jul 2019 - 14:14

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Presidente da OAB-MT abre processo administrativo contra advogado acusado de agredir mulher
O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso (OAB-MT), Leonardo Pio da Silva Campos, afirmou ao Olhar Jurídico nesta segunda-feira (1º), por telefone, que determinou abertura imediata de um procedimento administrativo disciplinar contra Reinaldo Américo Ortigara, advogado preso na tarde de sexta-feira acusado de agredir uma mulher e ameaçá-la de morte dentro de um shopping em Várzea Grande.

Leia também 
Justiça manda soltar advogado que ameaçou matar mulher dentro de shopping

 
O objetivo do presidente é dar agilidade ao caso. Américo já foi solto por decisão do desembargador Juvenal Pereira da Silva, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. O advogado é suplente do Conselho Estadual da Ordem em Mato Grosso.
 
Além da manifestação de Leonardo Campos, a OAB-MT emitiu posicionamento. “O Tribunal de Defesa das Prerrogativas faz o acompanhamento do caso para assegurar que as prerrogativas profissionais não sejam violadas, conforme previsto na Lei 8.906/94, e o Tribunal de Ética e Disciplina (TED) fará a apuração da conduta ético-profissional”.
 
A denúncia da agressão seguida de ameaças foi feita por testemunhas. Logo depois, a Polícia Militar encaminhou uma equipe até o shopping. No local, encontraram o homem e a vítima. Ela relatou ter sido agredida com socos no rosto e que o advogado ameaçou, dizendo que iria esquartejá-la.
 
Os policiais realizaram busca no carro do advogado, encontrando dentro de uma mala, no porta-luvas, um pistola calibre 380 com nove munições. O suspeito chegou a dizer que tinha registro da arma em casa, no entanto, os policiais checaram que ela estava com o registro vencido desde 2015.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • INDIGNADA
    02 Jul 2019 às 13:30

    TEM ADVOGADO QUE RECEBE PARA AJUIZAR UMA AÇÃO E FICA ENROLANDO, E COMO A PESSOA JÁ TEM OUTROS PROCESSOS PENDENTES NA MÃO DO MESMO FICA REFÉM E TEM QUE FICAR ESPERANDO ATÉ QUANDO ISSO ??

  • INDIGNADO
    02 Jul 2019 às 13:26

    E QUANDO O ADVOGADO PERDE O PRAZO NO PROCESSO, OU RECEBE E FICA ENROLANDO PARA PAGAR, E A PARTE FICA PREJUDICADA E COMO TEM MAIS PROCESSOS COM O ADVOGADO FICA COMPLICADO HEIM, A AOB DEVERIA SUPERVISIONAR ESSES PROCESSOS DEVERIA TER UMA FORMA

  • fagner adv
    02 Jul 2019 às 00:11

    kkk engraçado todo mundo é punido e o FAIAD cade o PAD dele

  • observo
    01 Jul 2019 às 16:36

    Acho certo tem que abrir mesmo...advogados deveria dar o exemplo e um absurdo o que ocorreu.....um "advogado" dessa deveria perder a OAB.....agressão conta mulher e CRIME...

  • naldo rosa
    01 Jul 2019 às 14:58

    No mínimo afastar esse advogado da função que tem na OAB enquanto o processo tramita, até mesmo porque recentemente a ordem já repudiou a violência contra a mulher por meio de ato normativo....

Sitevip Internet