Olhar Jurídico

Quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Notícias / Ambiental

Com ajuda de namorado da apresentadora Fátima, indígena de MT aciona Bolsonaro no STF

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

21 Jun 2019 - 16:35

Foto: Reprodução

Com ajuda de namorado da apresentadora Fátima, indígena de MT aciona Bolsonaro no STF
Presidente do Movimento Indígena do Partido Democrático Trabalhista (PDT), o índio mato-grossense da etnia Xavante, Rafael Weree, acompanhado pelo deputado federal Túlio Gadelha (PDT-PE) e do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, ingressaram com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a nova Medida Provisória editada pelo presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) na última quarta-feira (19) para manter demarcação de terras indígenas no Ministério da Agricultura.

Leia também
Ex-deputado Jean Wyllis xinga Medeiros e diz que irá processá-lo por calúnia


Na semana passada, o presidente Bolsonaro editou uma nova MP para transferir para o Ministério da Agricultura a responsabilidade da demarcação de terras indígenas. O texto foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (19), um dia após a publicação da lei que alterou a estrutura administrativa do governo federal.

De acordo com a ação do PDT, Bolsonaro está desrespeitando uma decisão do Congresso Nacional, que levou a função de volta para a Funai, através de uma emenda do próprio deputado federal Túlio Gadelha, que ficou nacionalmente conhecido em 2018 por ser o namorado da apresentadora da Rede Globo, Fátima Bernardes.

 
Em um vídeo publicado nas redes sociais, Weree diz que Bolsonaro emitiu a Medida Provisória somente para atender os interesses do ruralista e secretário especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia. Ele também pede para que o povo não aceite a mudança e fala que o atual presidente do Brasil é mais doido do que o ditador Kim Jong-un, da Coreia do Norte.

“Quero mandar uma mensagem para o presidente Jair Bolsonaro, que é sem noção e promove o ódio. Ele emitiu Medida Provisória 886 novamente transferindo a demarcação de terras indígenas para o ministério da Agricultura, só para atender o tal de Nabhan que está aguardando para ter em mãos a demarcação de terras indígenas, isso para nunca mais demarcar a terras no Brasil” inicia o xavante.

“Acho que está na hora da gente se revoltar e fazer uma mobilização contra este Governo. Não podemos aceitar este retrocesso como já aconteceu com a reforma trabalhista contra os trabalhadores, como já aconteceu os recursos cortados das universidades públicas. Parece que estamos aceitando e engolindo fácil. Precisamos mostrar a revolta e a insatisfação.  No jornal vejo que muitos falam que o presidente da Coréia é doido, mas o mais maluco está sendo o presidente do Brasil. Este é doido, vive de ódio... Ele sobreviveu a facada. Dizem que coisa ruim não morre e nós estamos vendo a prova viva, que agora está querendo destruir o meio ambiente e a nossa vida”, afirmou.  

Weree que nasceu em Barra do Garças é neto de Mário Juruna, cacique da aldeia Xavante Nakamura, que se tornou o primeiro e único representante da classe indígena à ocupar uma cadeira na Câmara Federal, no ano de 1983.

23 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • geomee
    23 Jun 2019 às 18:38

    ana, sua ingenu, se o autor nao dissesse que o tal deputado era namorado da fatima, ninguem ia saber quem ele é. portanto acertou en citar

  • Ana
    23 Jun 2019 às 14:53

    Com todo o respeito, a citação da namorada do deputado não tem nenhuma relação com a matéria portanto, desnecessária. Recuso-me a acreditar que o autor usou esse argumento com o intuito de desmerecer a necessária reflexão que o assunto comporta.

  • Alex
    22 Jun 2019 às 16:39

    Kkkkkkkkk o cara ñ tem mais nome... O nome dele agora é "Namorado da Fátima Bernardes

  • Mônica Corrêa
    22 Jun 2019 às 15:31

    A questão das demarcações e outras áreas reservadas já atingem 40% do território nacional. Até onde querem chegar? Não enxergam a intenção de travar o país?

  • Gisele
    22 Jun 2019 às 13:50

    Bando de inúteis

  • San
    22 Jun 2019 às 13:47

    Ele não é o namorado da Fátima Bernardes! Ele é o "guri" dela! ... O índio falou oque mesmo? Já até esqueci!!!

  • Munícipe Indignado
    22 Jun 2019 às 13:41

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Zé Pedro
    22 Jun 2019 às 12:00

    Mais um idiota útil. Porquê não seguem o exemplo da etenia Parecis, que produzem em grande escala, plantando grandes lavouras, contribuindo com o pais, se comportam como trabalhadores e não como pobre coitados, que aliás de coitados não tem nada. Vivem explorando as riquezas naturais com garimpos clandestinos e extração ilegal de madeira. São dois hipócritas, dois imbecis que deveriam ter vergonha na cara e ir fazer algo verdadeiramente útil.

  • DEPUTADO SOMBRA DA FATIMA BERNARDES
    22 Jun 2019 às 11:15

    O deputado tem tanta importância que é tratado como o namorado de alguém... Ele próprio nao tem nome, mas sua namorada citada deve ter um gde potencial político...

  • Ze
    22 Jun 2019 às 09:20

    É isso comentários 1 ou nenhum...sobre esse tema......kkkk

Sitevip Internet