Olhar Jurídico

Domingo, 20 de outubro de 2019

Notícias / Criminal

No semiaberto, Silval Barbosa tem 30 dias para dizer se quer reaver arma

Da Redação - Arthur Santos da Silva

24 Mai 2019 - 11:08

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

No semiaberto, Silval Barbosa tem 30 dias para dizer se quer reaver arma
O ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, tem 30 dias para manifestar se tem interesse na restituição de uma arma de fogo apreendida em 2014 durante a Operação Ararath.
 
Leia também
Defesa alega insanidade, mas homem é condenado a 17 anos de prisão por morte de ex com cabo de energia


Silval foi preso em flagrante porque policiais federais encontraram em sua casa um revólver com o registro vencido. A PF investigava crimes de lavagem de dinheiro e corrupção. O político pagou fiança no valor de R$ 100 mil e foi liberado.  
 
A prisão foi declarada nula pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o valor restituído. Para reaver a arma, o ex-governador deve apresentar certificado de registro devidamente renovado.
 
Caso o prazo de 30 dias passe sem manifestação, a arma apreendida será encaminhada ao Comando do Exército para destruição ou doação aos órgãos de Segurança Pública ou às Forças Armadas.
 
Semiaberto
 
Silval Barbosa progrediu do regime de prisão domiciliar ao semiaberto na terça-feira (21). O governador deve viver em Cuiabá e trabalhar em empresas de comunicação da própria família. Monitorado por tornozeleira eletrônica, o ex-governador deve se recolher diariamente entre 22h e 6h.
 
Barbosa deixou o Centro de Custódia de Cuiabá após quase dois anos de prisão preventiva em consequência da Operação Sodoma, em junho de 2017.

O político firmou acordo de delação premiada e se comprometeu a devolver R$ 70 milhões ao erário.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Nelson
    25 Mai 2019 às 10:33

    Para ter registro e posse não pode ter antecedentes criminais.

  • fpg
    24 Mai 2019 às 16:24

    Cada dia que passa eu vejo quanto o judiciário é grato pelas bem feitorias feita por Silval Barbosa da época em que foi governador. Me esqueci de lembra também do nobre Eder,Pedro,Riva e etc.. companhia ltda.

  • boy
    24 Mai 2019 às 16:21

    Umas da melhores lembrança do nobre Silval é quando passo pela avenida da feb em VG e vejo a obra perfeita feita por ele que os nobres do judiciário enxergam para decretar tais decisões.

Sitevip Internet