Olhar Jurídico

Domingo, 16 de junho de 2019

Notícias / Criminal

Silval Barbosa rebate Selma Arruda: 'ela que me tirou do CCC e me mandou para casa'

Da Redação - Arthur Santos da Silva

22 Mai 2019 - 10:08

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Silval Barbosa rebate Selma Arruda: 'ela que me tirou do CCC e me mandou para casa'
O ex-governador de Mato Grosso e delator premiado, Silval Barbosa, rebateu a juíza aposentada e senadora, Selma Arruda (PSL), quanto ao comentário sobre sua progressão de regime ser um “presente de papai Noel”. Conforme o colaborador, foi Selma, enquanto juíza da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, quem determinou a saída da cadeia.
 
Leia também 
Sem rancor, Silval vê auditoria como estratégia de defesa e deseja que Deus abençoe Blairo Maggi


“A Selma, que era juíza, ela me questionou que eu fui premiado, que eu recebi um presente de Papai Noel. Foi ela que arbitrou o que ela achou que eu cometi de ilícitos, e ela que arbitrou a fiança, ela que decretou o perdimento, ela que me tirou do CCC [Centro de Custódia da Capital] e me mandou para casa”, afirmou Silval Barbosa. A magistrada ocupou até 2018 o posto de juíza, atuando nas ações de corrupção que julgavam o político.
 
O ex-governador progrediu na terça-feira (21), durante audiência admonitória, do regime de prisão domiciliar ao semiaberto. Quando soube da decisão de progressão, ainda na semana passada, a senadora do PSL foi incisiva em suas críticas.
 
“Esse acordo foi um presente de Papai Noel. Ele foi acusado de ter desviado R$ 1 bilhão, fez um acordo de colaboração premiada para devolver R$ 63 milhões com prazo, e entregar R$ 40 milhões em ‘quinquilharia’. Ou seja, isso é premiar a corrupção”, afirmou a senadora ao site MidiaNews.
 
O ex-governador aproveitou a oportunidade para negar que esteja se aproveitando de benesses enquanto delator premiado. “Eu não estou em situação confortável. Estou há três anos e oito meses preso e ainda cumprindo pena. Eu ainda estou de tornozeleira. Todo mundo fala, anuncia que eu não estou usando tornozeleira. Não é verdade. Tem mais um tempo ainda de tornozeleira e vou cumprir a minha pena. Não estou em situação confortável. Eu estou sim contribuindo com a Justiça daquilo que eu cometi de atos ilícitos com mais pessoas, com mais empresa”, salientou.
 
Silval foi menos incisivo ao comentar posicionamento do atual governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), sobre a progressão de regime. O democrata havia cobrado penas mais duras quando soube do regime semiaberto concedido ao ex-colega de política. “Eu tenho uma pena estipulada pela Justiça. Quem tem que resolver é eles”, respondeu Silval Barbosa.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • O Andarilho
    23 Mai 2019 às 11:44

    Ninguém está acima da lei. Essa Senadora aproveitou do cargo para se eleger e sem contar que o dinheiro da campanha dela ainda não foi explicado. Política como essa Dona Selma, nós não estamos precisando.

  • Daniel
    22 Mai 2019 às 20:24

    O Silval é macaco velho, tem costa quente, entende muito de direito, esse Advogado dele cobra uma nota, quem ta pagando! Sobre os comentários da Senadora Selma a lógica é que o Juiz só cumpre as regras e na questão da delação quem faz o acordo é o Ministério Público. Deviam é investigar e bloquear bens da família inteira dele, acho que só tem milionário nela. O ex-governador de garimpeiro virou Bilionário !!!

  • Gladston
    22 Mai 2019 às 20:02

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Aninha Marques
    22 Mai 2019 às 16:00

    Que fase de Selma. Sem credibilidade. Cassada exemplarmente. Condenada como Lula. Levando mitada de Silval.

  • bruno ribeiro barbieri
    22 Mai 2019 às 15:33

    O cara Rouba 1 bilhão.... devolve 63 milhões 40 milhões em quinquilharia.....e o restante 897 milhões vão deixar nas contas dele e dos comparsas.

  • Aderbal Siqueira
    22 Mai 2019 às 15:01

    A Selma não lembra nem dos casos que ela mesma julgou? É isso mesmo? Ela reclama de terem progredido a pena do Silval sendo que foi ELA MESMA que progrediu? Todo dia um ridículo diferente da classe política. Tem que mandar explodir esse estado e construir de novo do zero.

  • REVOLTADO
    22 Mai 2019 às 11:32

    Bem vindos ao Brasil regras: Ser Corrupto, o crime compensa!

  • Marcelo
    22 Mai 2019 às 11:22

    Só no Brasil que um criminoso tira sarro na cara da Justiça. É brincadeira. E tem gente que ainda acha que tem jeito. Só deletando e começando de novo

Sitevip Internet