Olhar Jurídico

Quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Notícias / Eleitoral

Taques e secretário são condenados por autopromoção em site do Governo

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

15 Abr 2019 - 17:00

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Taques e secretário são condenados por autopromoção em site do Governo
O ex-governador Pedro Taques (PSDB) e seu ex-secretário de Comunicação Marcy Monteiro foram condenados a uma multa de R$ 5,3 mil cada, por utilizarem de forma indevida matérias institucionais publicados no site oficial do Governo, durante a campanha eleitoral de 2018. A determinação ocorreu durante sessão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) desta segunda-feira (15).

Leia também
Mendes cede delegado para investigar conduta de agentes públicos com foro privilegiado em MT


A representação foi ingressada pelo também candidato ao Governo do Estado, na época, Wellington Fagundes (PR), e pela Coligação “Força da União”. A alegação era de que Taques estava usando a estrutura do Estado para favorecer sua imagem.

Na época em que a ação foi ingressada, o TRE chegou a acatar a liminar, determinando que várias matérias, mostrando realizações do Governo Taques, fossem retiradas do site.

Na sessão de hoje, o juiz-membro Antonio Peleja, relator do processo, voltou a manifestar contra o ex-governador, avaliando que houve de fato o uso indevido da máquina pública para autopromoção na campanha.

Diante dos fatos, o magistrado aplicou a multa a Taques e a Monteiro. O seu voto foi acompanhado por unanimidade pelos demais membros da corte.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • por justiça
    16 Abr 2019 às 10:53

    vao pensar em DEUS os malfeitores seja justos chega de tanta enganaçao o trabalhadort....

Sitevip Internet