Olhar Jurídico

Sábado, 14 de dezembro de 2019

Notícias / Empresarial

Unimed promove 3º seminário sobre Judicialização da Saúde Suplementar em Cuiabá

Da Redação - Thais Fávaro

11 Set 2018 - 14:06

Foto: Reprodução/Ilustração

Unimed promove 3º seminário sobre Judicialização da Saúde Suplementar em Cuiabá
A Unimed Cuiabá promove o 3º Seminario Mato-grossense sobre Judicialização da Saúde Suplementar na sexta-feira (14), das 8h às 18h, no Cenarium Rural, para discutir a medicina através do ponto de vista jurídico.
 
Leia mais
Unimed Cuiabá realiza palestra sobre comportamento suicida com professor da Unicamp

Os laços entre a Medicina, Justiça e Saúde Suplementar estão cada vez mais estreitos, a discussão sobre os temas e o entendimento sobre essa relação refletem na redução do numero de processos e na satisfação do beneficiário de planos de saúde.
Sabendo a importância dos temas para o funcionamento da Cooperativa, a Unimed Cuiabá promove o 3º Seminário Mato-grossense sobre Judicialização da Saúde Suplementar com objetivo de fomentar a discussão e buscar pacificação interna e externa com relação as problemáticas enfrentas por uma operadora de saúde.

Programação
Realizado pelo terceiro ano consecutivo, o evento reúne magistrados e atores do Direito para discutirem tecnicamente a Medicina, de um ponto de vista jurídico. 
Em 2018, os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Dr. Luís Felipe Salomão, Dr. Ricardo Villas Bôas Cueva e o Dr. Paulo de Tarso Sanseverino participam da discussão como palestrantes da solenidade.

O juiz do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ/PE), Dr. Luiz Mário Moutinho, o advogado e assessor jurídico da Unimed FESP e Unimed Participações, Dr. Jeber Juabre e o juiz do Tribunal Regional Federal da 4º Região, Dr. Clênio Jair Schulze, também estão na programação do evento. Além disso, o advogado e professor da Universidade Queen Mary, em Londres, Dr. Daniel Liang Wang fala aos participantes sobre a judicialização da saúde suplementar pela perspectiva internacional.

Inscrições
A cada edição, o número de inscritos cresce exponencialmente, demonstrando a importância de se debater a respeito da judicialização da saúde suplementar.
No primeiro ano, foram 150 inscritos, subindo para 250 na segunda edição. Sendo que, este ano, as inscrições foram encerradas com mais de 400 participantes.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet