Olhar Jurídico

Sábado, 17 de agosto de 2019

Notícias / Criminal

Juiz agenda interrogatórios de PM´s envolvidos em interceptações após três meses de suspensão

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

05 Jul 2018 - 15:22

Foto: Rogério Florentino/OlharDireto

11 Vara Militar de Cuiabá

11 Vara Militar de Cuiabá

O juiz da Décima Primeira Vara Criminal Militar, Murilo Moura Mesquita, retomou nesta quinta-feira (04) a ação penal oriunda das investigações da "Grampolândia Pantaneira" e agendou para o próximo dia 27 os interrogatórios dos militares réus. A ação estava suspensa há cerca de três meses, após pedidos de suspeição na Segunda Instância.

A "Grampolândia Pantaneira" investiga e julga a participação de cinco policiais militares no esquema de grampos clandestinos ocorrido durante o atual governo.

Leia mais:

Taques é acionado pela terceira vez na Justiça e PDT quer suspensão de decretos

"A ação penal estava suspensa por força da decisão exarada nos autos da exceção de suspeição 18842/2018, conforme despacho de 6.4.2018", abriu o magistrado, que logo adiante anuncia. "Desta forma, designo sessão para a apreciação do pedido da defesa do réu Zaqueu de e interrogatório dos acusados para o dia 27.7.2018, às 13h30".

Conforme os autos, Gerson Corrêa Junior, Zaqueu Barbosa, Evandro Alexandre Lesco, Ronelson Barros e Januário Batista são acusados de compor esquema de interceptações ilegais na Polícia Militar. A segunda fase das investigações, a "Operação Esdras" foi desencadeada em 27 de setembro de 2017, com base no depoimento prestado pelo tenente coronel da Policia Militar José Henrique Costa Soares, que revelou um verdadeiro esquema criminoso para frear as investigações sobre interceptações ilegais e afastar o desembargador Orlando Perri (então relator do caso).

Depoimentos prestados por Soares, “descortinou-se um sórdido e inescrupuloso plano” no intuito de interferir nas investigações policiais e macular a reputação do desembargador Orlando Perri em todos os inquéritos instaurados.

Reportagem do programa "Fantástico", da Rede Globo, revelou na noite de 14 de maio  de 2017 que a Polícia Militar em Mato Grosso “grampeou” de maneira irregular e na modalidade “barriga de aluguel”, telefones de políticos, advogados e jornalistas.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet