Olhar Jurídico

Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Notícias / Cursos e Concursos

TJ abre processo seletivo para juízes leigos; remuneração pode chegar a R$ 4,8 mil

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

25 Out 2017 - 09:42

Foto: Rogério Florentino/OlharDireto

Palácio da Justiça

Palácio da Justiça

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) publicou edital para formação de cadastro de reserva de juízes leigos. O certame tem a finalidade de credenciar auxiliares que atuarão na justiça dos Juizados Especiais em Cuiabá e Várzea Grande. As inscrições estão abertas e encerram no dia 1 de novembro.

Leia mais:
Juíza de Mato Grosso é condenada pelo Conselho Nacional de Justiça

 
A prova, que terá duração de 4h, será realizada Universidade de Cuiabá (Unic). São 20 questões de múltipla escolha e uma prova dissertativa.

Conforme o diretor do Departamento de Apoio aos Juizados Especiais da Corregedoria-Geral da Justiça (Daje), Dante Rubens Ferreira Santana, o edital deverá ser concluído até o mês de fevereiro, quando o resultado final será publicado e os classificados receberão curso de uma semana para atuar nas áreas correspondentes.

O candidato aprovado deverá apresentar no momento da inscrição registro de, ao menos, dois anos no quadro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) ou comprovante de exercício de atividade jurídica privativa de bacharel em Direito.
  
“O Concurso é feito para cadastro de reserva. Existem vagas disponíveis que queremos preencher quando for homologado o resultado. Basicamente essas pessoas vão atuar nas comarcas de Cuiabá e Várzea Grande e podem ser vinculadas a um juizado especial ou ir para a central do Leigo que é administrada pela Corregedoria. Eles primordialmente farão sentenças de mérito”, acrescentou Dante Rubens Ferreira Santana.

Conforme o Tribunal de Justiça, a remuneração para o juiz leigo selecionado no certame se dá por produtividade, isto é, emissão de sentenças, respeitando o teto estabelecido em R$ 4,871,66, referente ao salário inicial de um analista jurídico.

Veja o Edital do Concurso: 

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • José
    16 Ago 2018 às 11:49

    "DESPROVIDOS DE CONHECIMENTO TEORICO E PRATICO DE DE ÉTICA E MORAL KKKKKKKKKK". Com certeza...vejo o comentário como uma autoanálise!

  • @gnello
    25 Out 2017 às 10:25

    SE É JUIZ LEIGO , TINHA QUE SER DE QUALQUER FORMAÇÃO ACADÊMICA OU SEM FORMAÇÃO KKKKK A MAIORIA DOS "OABEíSTAS" SÃO DESPROVIDOS DE CONHECIMENTO TEORICO E PRATICO DE DE ÉTICA E MORAL KKKKKKKKKK

Sitevip Internet