Olhar Jurídico

Sexta-feira, 06 de dezembro de 2019

Notícias / Cursos e Concursos

Pleno aprova homologação de concurso público com 168 vagas no TJMT

Da Redação - Lázaro Thor Borges

30 Jul 2016 - 08:35

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

TJMT

TJMT

O Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) aprovou, em sessão extraordinária processo de homologação de concurso público para preenchimento de vagas nas funções de Técnico Judiciário, Analista Judiciário e Distribuidor, Contador e Partidor. Com a decisão, os aprovados que cumprirem as exigências legais já poderão ser convocados para seus respectivos cargos.  A sessão foi realizada na última quinta-feira, 28. 

Leia mais:
Associação de Supermercados consegue suspender 'Lei do produto grátis' em Cuiabá

O objetivo é suprir a carência do quadro de servidores da Justiça Estadual. Devido ao grande número de aposentadorias, principalmente de servidores lotados no interior do Estado, as comarcas tem operado com menos de 50% dos efetivos.

O concurso do TJMT disponibilizou 168 vagas, sendo 110 para Analista Judiciário, 55 para Técnico Judiciário e 3 para Distribuidor, Contador e Partidor. A remuneração para nível superior (analista) é de R$ 4.107,57 e para nível médio (técnico judiciário) de R$ 2.150,56. Para nível médio do cargo Distribuidor, Contador e Partidor, o salário é de R$ 2.365,60.

Nomeações - O provimento dos cargos ficará a critério do Tribunal de Justiça e será efetuado conforme dotação orçamentária. As vagas ofertadas já estão previstas no Sistema de Desenvolvimento de Carreiras e Remuneração (SDCR), lei que regulamenta a vida funcional dos servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso.

“As nomeações respeitarão os limites orçamentários do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso, obedecendo ao cronograma que será definido em conjunto com as coordenadorias de Recursos Humanos e de Planejamento”, argumentou o desembargador Paulo Cunha, presidente do TJMT.

Todas as decisões inerentes ao certame, assim como sua homologação, serão disponibilizadas no Diário da Justiça Eletrônico (DJE).

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rodrigo R. Silva
    13 Jul 2017 às 12:19

    Carta marcada??

  • JEOVA APARECIDO LEÃO
    30 Jul 2016 às 17:51

    DE SUMA IMPORTÂNCIA E AS NOMEAÇÕES PARA OS TAIS CARGOS., PORÉM ASSIM ESPERO QUE SE UTILIZEM DO ARGUMENTO DE FALTA DE ORÇAMENTO PARA OS PROVIMENTOS ,POIS COMO BEM POSTO NO 4° PARAGRAFO DO INFORME AS VAGAS QUE FORAM OFERTADAS JÁ EXISTEM E DIZER ESTÃO PREVISTAS NO SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE CARREIRA E BEM SABEMOS QUE A CARÊNCIA DE SERVIDORES NO FORÚM DA CAPITAL E TAMBÉM DAS COMARCAS DO INTERIOR E INEGAVEL....... AO ME ENTENDER 4° PARAGRAFO E INCOERENTE......

Sitevip Internet