Olhar Jurídico

Sábado, 13 de julho de 2024

Notícias | Política de Classe

Eleições na OAB

Capilé reconhece legitimidade da eleição, mas fala de "infringências" e deve entrar com recurso pela cassação de Campos

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Fábio Capilé durante a votação

Fábio Capilé durante a votação

Após a confirmação da vitória de Leonardo Campos para a presidência da seccional de Mato Grosso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), o advogado Fábio Capilé, um dos concorrentes derrotado, representante da chapa “Somos todos OAB”, se pronunciou. Ele reconheceu a legitimidade da eleição, mas indica que outros capítulos ainda estão por vir, já que havia confirmado que entrará com recurso pela cassação de Campos.


Leia mais:
Leonardo Campos é eleito presidente da OAB em Mato Grosso

“É um processo democrático e os números são legítimos. Os problemas são as infrigências no transcorrer do próprio pleito e isso ainda precisa ser avaliado”, comentou Capilé.

O fato é que na quinta-feira (20), às vésperas da eleição, a Comissão Eleitoral cassou o registro de candidatura de Campos, pois ele e o conselheiro de sua chapa, Flaviano Kleber Taques Figueiredo, foram acusados de fazer doações eleitoreiras para subseções da OAB-MT, dentro de período proibido pela legislação eleitoral — ou seja, a menos de 90 dias do pleito, inclusive, quando o candidato já estava licenciado da presidência da CAA-MT.

Entretanto, o Conselho Federal da OAB manteve a participação de Leonardo Campos na disputa. O despacho, estabelecido no início da tarde desta sexta-feira (27), levou em consideração a determinação da Justiça Federal em Mato Grosso expedida pelo magistrado Paulo Sodré, que, liminarmente, derrubou a anulação de candidatura.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet