Olhar Jurídico

Sábado, 23 de fevereiro de 2019

Notícias / Criminal

Dr. Bumbum consegue habeas corpus e é solto pela Justiça do Rio de Janeiro

Da Redação - Wesley Santiago

30 Jan 2019 - 07:21

Foto: Leo Correa/AP

Dr. Bumbum consegue habeas corpus e é solto pela Justiça do Rio de Janeiro
Os desembargadores da 7ª Vara Criminal do Rio aceitaram, por unanimidade, pedido de habeas corpus feito pela defesa do médico Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum, preso desde julho de 2018, acusado da morte da bancária cuiabana, Lilian Calixto, após procedimento estético.

Leia mais:
Juíza marca nova audiência de instrução e julgamento do Dr. Bumbum por morte de bancária

O pedido foi aceito na noite da última terça-feira (29). Os desembargadores resolveram converter a prisão em medidas cautelares. Com isto, o médico deverá ficar em casa à noite e nos dias de folga, enquanto estiver sendo investigado. Além disto, não poderá deixar o Rio de Janeiro sem autorização da Justiça.

Ainda não foi informado pela Justiça do Rio de Janeiro quando o 'Dr. Bumbum' deixará a prisão, o que deve acontecer ainda nesta quarta-feira (30).

O caso

Segundo fontes ouvidas pelo Olhar Direto, Lilian teria ido para o Rio de Janeiro fazer um preenchimento de glúteo com PMMA, no dia 14 de julho, pela manhã. Primeiramente, a cirurgia estaria marcada para acontecer em Brasília, mas foi transferida em cima da hora para o Rio. Ela trocou a passagem e foi.
 
No sábado, após o procedimento, Lilian chegou a sair do local onde foi atendida para ir jantar. Logo depois, começou a passar mal e foi hospitalizada e sofreu um mal súbito. A hora da morte foi registrada às 2h da madrugada. No entanto, o Hospital teria ligado para o telefone do responsável – uma amiga, a única que sabia que ela faria o procedimento – só doze horas depois, às 14h do dia 15 de julho.
 
Lilian foi gerente do antigo HSBC e estava, agora, à frente das contas do banco Bradesco. Natural de Barra do Bugres, ela era muito conhecida na capital. Ela deixa dois filhos. Um rapaz de 25 anos, e uma menina de 13, além do marido
 
O Conselho Regional de Medicina (Cremerj) abriu procedimento para apurar o caso. Famoso nas redes sociais, o médico possui mais de 600 mil seguidores e ofertava procedimentos de estética no Rio, em São Paulo e em Brasília. Nas redes sociais, ele é conhecido como 'Doutor Bumbum', em alusão aos procedimentos que realizava.

Atualizada às 07h30.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Areal
    30 Jan 2019 às 13:49

    Sério Juca , que bom que tem todos esses dados ...ta perdendo tempo em não compor a equipe de Paulo Guedes. Aproveita que quando tiver no meio dos seus pares , pergunte sobre o Queiroz, sobre a personal que estava lotado no gabinete do seu mito recebendo em dia e dando aulas no rio de janeiro.

  • Cidadão Cuiabano
    30 Jan 2019 às 10:31

    Solto com base em laudo apresentado pela defesa em detrimento do laudo apresentado pelo IML. Pode isso Arnaldo?

  • Juca
    30 Jan 2019 às 09:05

    Mario, quanto ao DR. Bumbum, acho que nem devia ter sido preso, pois ele foi procurado pela cliente/paciente, que o autorizou a fazer a cirurgia. Quanto ao Lula, o TRF-4 agiu de forma correta, pois o sujeito é um preso comum, condenado por ser um dos maiores corruptos do mundo! O Brasil levará décadas para recuperar o prejuízo que ele e seus aliados causaram ao povo brasileiro!

  • Mario
    30 Jan 2019 às 08:25

    Parabens Dr Bumbum , seja bem vindo , a justiça esta sendo feita..o senhor merece estar solto , e viva a nossa justiça..falo isso porque logo cedo escutei de colegas aqui da Energisa comemorando que o TRF-4 negou a ida de Lula ao velório do irmão ..

Sitevip Internet